Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

QUE SOU EU? informes LEIAM LEIAM

Maratona de ACRÓSTICOS “ Atentos”

Meta 1: Falando de Amor
Meta 2: Meu Brasil
Meta 3: Devocional
Meta 4: Dedicatória
Meta 5: Meu ídolo
Meta 6: Visitar Silvia Motta e comentar click aqui. http://www.recantodasletras.com.br/visualizar.php?idt=78805
Voltar na página da da Deth Haak e deixar um comentário em qualquer dos acrósticos postados.
Meta 7: Mulher.
Meta 8: Acrosticar seu nome completo , usado em seus documentos
Meta 9: Acrosticar o seu estado.
Meta 10: ????????????????????????????????? Daqui a quatro dias saberemos.Somos muito os maratonista, nós os organizadores, queremos chegar ao podium com todos vocês, no entanto só chegaram lá os MARATONISTAS que estiverem com essas metas cumpridas. Avante poetas, a maratona  encerrará no ultimo dia de Março. Obs: todos os textos postados a partir do dia 13/3 para serem computados deverão trazer a frase: “ Eu estou correndo a maratona de ACRÓSTICOS” O tempo urge o Recorde Brasil  esta de olho em nós! Avante poetas, Teremos que cumprir 11 metas sou grata a vocês, pois não queimamos nenhuma META porque você participou! A cada meta queimada, nos custaria mais 100 textos vocês foram BRILHANTES. Mãos a obra!!!!! Beijos poéticos morrendo do prazer.  " A Poetisa dos Ventos"  Deth Haak


Que sou EU...

S sou o sol nas geleiras lavando sangue da guerra sou torrão!
E ionizando seus campos perfumo encanto espargindo palavras
R rajando as interpretações solfejadas na névoa da emoção...
E encontro nos papiros arrancados , raízes fincadas no coração
I iniqüidades do seres da terra, imprimem sensibilizadas as letras.
   
E esgrimidos num trilhar ouvindo som de citaras em doido
U ungindo a beleza cósmica em partiturados átomos idos

U urdidor da linguagem na magia existente no versejar
M moldando a linha sutilizada, nas gramíneas do fosso ...

P posto que meu cérebro é composto de flores e chilra aviva,
O oxigenado por tintas de neurônios ardorosos em rediviva
E impregnado de momentos vividos impressos na placa lida
T tatuados sentimentos, matizando a eloqüência poetando a vida
A a aura que escuta vozes reconstruídas na pureza sentida...

O osculando constelações cartaseadas, o ninho oprimido
U ululando como os rios o lacrimejar dos pássaros no imo...

M magia categórica de bálsamos delineados, afagados na alma
A atemporal temporificado nos hausto embriagar da poesia em
G goles degustados na fantasia solubilisada lua ,estro do amar
O olocentrado em tonéis de aluá desprovido de pecados a brisa...

D divindade alada que flana no ocaso em busca de raios de sol
E em solo arado à noite naguais descortinados, cintilar do arból

S sincronizar de energias circulantes, adentrando no universo
O ondas penetrantes de sentires indeléveis de escrúpulos ridos
N notívagos viandantes descansam em lençóis de luz estrelados
H homens alados navegamos tetos das cidades, nus sexos os
O orgíacos escritos que o tempo não extingue. Descritos derreados
S sobrevivem à nostalgia ,hodierno desertado o sonhar dos bardos...

“A Poetisa dos Ventos”
Deth Haak
14/3/2006


“ Eu estou correndo a maratona de ACRÓSTICOS”
Deth Haak
Enviado por Deth Haak em 14/03/2006
Código do texto: T123068
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Deth Haak
Natal - Rio Grande do Norte - Brasil, 57 anos
547 textos (65339 leituras)
50 áudios (9714 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 06:30)
Deth Haak