Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
Meu Galo Prateado

M inhas memórias são tantas, tantas!
E ntre elas, a do meu galinho prateado
U m galinho que se tornou
um galo levado.

G ostava de rodear o galinheiro, a ciscar.
A té que um dia, pulou a cerca e foi pisar
L ogo nas plantações do meu pai, para bicar
O que encontrou pela frente, a desfolhar.

P ois levou uma corrida, o danadinho
R evirou toda a horta e bem quietinho
A trás da cerca se escondeu o marotinho
T odo empinado,tão prateado, o meu galinho
E depois foi por meu pai, agarrado,que alvoroço,
A trocá-lo por uma galinha d´angola,
D egolada e cozida para nosso almoço
O que me deixou muito triste, sem consôlo.

Estou percorrendo a Maratona de Acrósticos. Venha comigo você também!
Elma do Nascimento (VicMag0
Victoria Magna
Enviado por Victoria Magna em 28/03/2006
Reeditado em 28/03/2006
Código do texto: T129984
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Victoria Magna
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
329 textos (130066 leituras)
1 e-livros (99 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 23:32)
Victoria Magna