Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

LIVRO ABERTO!

Ás vezes sinto-me sozinho, em

Muitas outras, rodeados de amigos,
Impressionante a minha capacidade,
Nessa vida, de fazer novas amizades!
Hostilidades, maldades, desconfianças,
Abomino, desprezo, se puder enterro, nas

Varandas de minha vida,
Isso, pra poder sentir,
Das noites que, sentado nela,
As maldades e tudo mais, fiquem


Escondidas ali, em minha frente!

Uns sentimentos não tão nobres,
Muitas vezes ainda os tenho.

Listo alguns, pelo menos, todos se for preciso,
Impaciência com algumas pessoas,
Vaidades, que não me trazem nada, talvez no máximo um
Rosto mais bonito.Mas,
O mais importante de tudo, é que digo, só o que eu sinto!

A minha vida é um livro aberto,
Busco a sinceridade no que falo,
Espero assim ser sempre...
Ri se estou alegre, chorar, quando for preciso, fico
Triste se amo tanto e não sou correspondido.
Os meus sentimentos flutuam, leves e transparentes!


EU ESTOU CONCORRENDO A MARATONA DE ACRÓSTICOS,
VEM VOCÊ TAMBÉM!

paulo cesar coelho
Enviado por paulo cesar coelho em 28/03/2006
Reeditado em 28/03/2006
Código do texto: T130018

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
paulo cesar coelho
Niterói - Rio de Janeiro - Brasil
2587 textos (469596 leituras)
57 áudios (6063 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 22:20)
paulo cesar coelho

Site do Escritor