Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

andré boniatti

a ntes, era um sentimento calmo da amplidão
n ão era o pomo colhido, o cacto ou a flor
                   que de-repententemente brotara ao chão
d irimia a rima, a filosofia, remia a vida, a
r eligião,
é tica bastarda ou ironia, filha divina
                                  e deriva
                                         da excomunhão

b rincava     o leme de rumo          sem direção
o blação, sem deus, onde,
                        sem prumo
n iilismo
i nanidade de espírito, o surrealismo
                                  intacto     do coração
a terma consciência da perfeita ausência, a intermitência
t étrica do     sem razão
t úmida incandescência, a reticência da indecência de um espanto
i mplicando a hematodemência rútila da dissidência pública
         do encanto     do meu canto, antes e no entanto

eu

 
andré boniatti
Enviado por andré boniatti em 22/04/2006
Reeditado em 22/04/2006
Código do texto: T143447
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
andré boniatti
Corbélia - Paraná - Brasil
288 textos (45251 leituras)
17 áudios (887 audições)
14 e-livros (768 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 15:46)
andré boniatti