Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Amsterdão I

Estas palavras vão directamente para Amsterdão, e brotarão em cada túlipa em que o teu olhar poisar...

P ensava que a vida era capaz de me dar
R ios de Amor e paixões de encantar
I ncêndios furtivos como o por do sol
N uvens de fogo recheadas de cor
C ançóes maravilhosas com sons libertadores
I ntensas de prazer e repletas de sentires
P artilhadas com quem prende os meus pensamentos
E ternamente guardados no meu coração

E sperando que um dia me digas
N as asas de um anjo dourado de Luz as
C antigas e palavras que anseio ouvir...
A té lá vivo sonhando com o que acredito
N unca esquecendo e jamais encontrando
T odas as ilusões que o meu peito
A usente e saudoso grita
D oces lembranças e recordações
O sculos ardentes repletos de Amor

S into o imenso azul do céu
A ntes da noite cair de mansinho
U ltimas réstias de brilho e cor
D epois só as estrelas e o paraíso dos sonhos
A limentam a minha vida
D iamante puro e belo que és TU
E ntre os rubis brilhantes do meu coração
Sonya
Enviado por Sonya em 23/04/2006
Reeditado em 04/08/2006
Código do texto: T143754
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Sonya
Portugal, 34 anos
170 textos (17297 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 04:20)
Sonya