Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

"CONFIDENCIAL"

É de dor este poema
Duro escrevê-lo, nostalgia
No dedo a aliança com outro nome
A alma aliada a ti sem direito
Eu vivo sonhando que sonho esta vida
Um sentimento indefinido, duvidoso
Teria a chance de saber se chorasse
E tudo que consigo é sofrer secamente
Por que será que não vejo em ti expressões
Estou morrendo e te vejo neutra, sem sabor
Reafirmo meu amor e não o sinto
De dia ele é vivo, de noite ele é morto.
Infinito é o medo de estar sonhando a toa.
Alexandre Fernandes
Enviado por Alexandre Fernandes em 24/05/2006
Reeditado em 24/05/2006
Código do texto: T162013
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Alexandre Fernandes
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil, 35 anos
59 textos (1989 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 02:46)
Alexandre Fernandes