Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SACRILEGIO

Sarcástico sorriso confina a minha dor
Aos olhos do que sinto, pois só sinto amor
Caustico, incandescente; alma em sofrimento
Rompendo cólera do pecado
Iniquidade, criatura naufragada no tormento
Lacero é cada instante a suplicar
Epistola, dobra os meus joelhos a orar
Germano escravo do teu bem querer
Infrangível espírito chamado a razão
Ostento o meu pecado na sofreguidão
O Guardião
Enviado por O Guardião em 16/06/2006
Reeditado em 23/08/2007
Código do texto: T176586
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
O Guardião
São Paulo - São Paulo - Brasil, 51 anos
364 textos (34436 leituras)
13 áudios (2409 audições)
2 e-livros (1988 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 22:18)
O Guardião

Site do Escritor