Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

582- DECLARAÇÃO DE AMOR

582- DECLARAÇÃO DE AMOR

Poema-Acróstico nº 582
Por Sílvia Araújo Motta

D-De Juramento com sangue arterial,
E-Este argumento é de escolha real:
C-Creio na Liberdade de um Amor,
L-Luz e Verdade, que vem do Senhor.
A-Aceito o jeito humano natural.
R-Respeito a Natureza universal.
A-Ausculto o som das veias e de fato
Ç-Cultivo o tom dos pássaros, no alto!
Ã-A ti quero entregar o meu prazer,
O-Orar contigo a alegria de VIVER.
 -
D-Deixa-me amar-te, cantar sem sofrer
E-E verás que o AMOR irá vencer.
 -
A-Aceita-me como sou! Quero-te como és,
M-Mas se antes, a morte me levar,
O-O meu espírito não terá marés:
R-Renascerá na PAZ ao te encontrar.

Belo Horizonte, 22 de Junho de 2006.

silumotta@hotmail.com
www.recantodasletras.com.br/autores/silviaraujomotta
http://www.mundopoeta.net/autores/silvia_motta.htm
http://www.poetasdelmundo.com/verInfo_america.asp?ID=1481
Silvia Araujo Motta
Enviado por Silvia Araujo Motta em 22/06/2006
Reeditado em 07/03/2007
Código do texto: T180115
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Silvia Araujo Motta
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil, 65 anos
6555 textos (668819 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 19:02)
Silvia Araujo Motta