Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

600-EDGAR SOARES-HOMEM DE VALOR- Homenagem(5)

600-EDGAR SOARES-HOMEM DE VALOR- Homenagem(5)

Acróstico-biográfico Nº 600
Por Sílvia Araújo Motta(*)

E-Edgar Soares, Homem de Valor!
D-Dezesseis de outubro é o seu dia!
G-Gerado e criado com todo Amor.
A-Aos pais e familiares a garantia,
R-Reforçada por sua paz interior.
 -
S-Sonhos pessoais, frutos na realidade,
O-Os ideais profissionais, militares,
A-A negociação da própria liberdade,
R-Revelam desdobramentos exemplares!
E-Esse heroísmo, farol à posteridade:
S-Será Luz, Cantares de Fé, nos Altares.
-
Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil,
23 de março de 2006.

silumotta@hotmail.com
www.silviaraujomotta.virtualismo.com.br
www.recantodasletras.com.br/autores/silviaraujomotta
http://www.mundopoeta.net/autores/silvia_motta.htm
http://www.poetasdelmundo.com/verInfo_america.asp?ID=1481
Apoio: Clube Brasileiro da Língua Portuguesa

UM TRIBUTO AOS POLICIAIS
Editorial do FANTÁSTICO, NARRADO
PELO JORNALISTA PEDRO BIAL,
aos 14 DE MAIO DE 2006-
na Rede Globo de Televisão.

Quando erram, nós não o perdoamos,
somos freqüentemente, implacáveis com eles,
até que, num fim de semana trágico, vislumbramos
o que seria de nós sem a POLÍCIA.
 Aos mortos, e aos vivos,
o FANTÁSTICO faz um TRIBUTO.
Eles são a linha de frente da democracia.
Para além de manter a ordem,
sua função é garantir nossa liberdade.
Há coisas que consideramos certas,
como o ar que se respira,
e que só valorizamos quando as perdemos:
 como a saúde, a liberdade, a vida.
É fácil criticá-los.
São eles que morrem por nós.
Num fim de semana trágico,
trinta e cinco se foram...
Dia da Mães, dia do enterro dos filhos;
Policiais Civis...Militares...Um Bombeiro!
O nome oficial é Agente do Estado,
mas desde crianças, aprendemos
a chamá-lo de “seu Guarda”.
Guardam. Vivem e Morrem
para nos guardar.
Quem sabe, esta tragédia não será
oportunidade, que nos faltava para refletir
sobre esses homens e mulheres,
que por tão pouco soldo,
protegem algo muito frágil,delicado:
a construção do BRASIL.
Sua principal arma não é de fogo, nem branca,
é Letra, Palavra: o Nome de LEI.
---***---

Silvia Araujo Motta
Enviado por Silvia Araujo Motta em 28/06/2006
Código do texto: T183624
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Silvia Araujo Motta
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil, 65 anos
6556 textos (669164 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 06:26)
Silvia Araujo Motta