Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poesia a Brotar das Vísceras

Pascigo, láparos à solta
Onde desce cálido sol
Excelência em versar
Sereias e mares
Inebriante e intensa alma
Alma de poeta!
A encantar, a marulhar
Baço, fígado e rins
Renitente, o eco voa
Ondas em pensamentos
Temporada reluz em sonhos
Atitude e prosa, dia santo
Rei das penumbras a discorrer
Dentre cavas e desertos, ruas e incertos
Aliteração inequívoca da mente
Sempre que sente
Velas, candeeiros, cadeados de beleza
Ínterim de agonia, sorria!
Sangue profuso; veias dilatadas, exacerbadas
Catre ao aguardo do mundo, atemporal
E na janela, harpas, violinos e temporais
Ruídos em melodias, sonetos e tais
Anjos a guardiões, paixões inexoráveis
Secretam, expelem e amam.
Cesar Poletto
Enviado por Cesar Poletto em 10/09/2006
Código do texto: T237148

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Cesar Poletto
Piracicaba - São Paulo - Brasil
730 textos (34092 leituras)
1 e-livros (247 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 22:30)
Cesar Poletto

Site do Escritor