Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Conforto

O amor dos homens se faz em bandos
E o meu em bancos
De praças
De carros
De cinemas.

É sentada que eu escrevo os dias
Mais que esperando em pé
Ou sonhando deitada.

E em ti encostada
Via que a esperança estava ao alcance
Agora vejo a cascata da minha chuva a levar
O barquinho de papel
No meio-fio

Sentada.
Aqui eu planejo um futuro
Que o acaso faz de um tudo
Pra não me deixar prever

O nada.
Que é o vazio do rio
Que soa no frio
Da calçada

Gelada.

Mais que ingênua,
Eu cansada.

Maria Clara Dunck
Enviado por Maria Clara Dunck em 12/09/2006
Código do texto: T238864

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Maria Clara Dunck
Goiânia - Goiás - Brasil, 30 anos
73 textos (4623 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 18:27)
Maria Clara Dunck