Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Castro Alves


À Ana Cortês... pelo seu belo Acróstico!!!!


Com a pena à mão, o mar cantou
Amou as vagas e Eugênia a Atriz
Singrou a alma que o vate pousou
Tímido Ceceu viveu por um triz
Revoou como o fugaz condoreiro
Onde o amor de poeta gondoreiro

Ancorou ness'alma por quimera
Levantando o Brasil recitando
Versos, os mais belos que houvera
Entre os românticos perpassando
Seu valor, poesia e primavera.  
Silva Neto
Enviado por Silva Neto em 14/09/2006
Código do texto: T240485
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Silva Neto
Campo Grande - Mato Grosso do Sul - Brasil, 43 anos
117 textos (33479 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 10:30)
Silva Neto