Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Jardim Mágico

Hoje quero brincar no
seu quintal;
quero brincar porque é diferente.

Para entrar tem portão
de antigamente;
tem caixa de correio
imitando uma casa,
tem campanhia de soar
os que dormem,
até tem um velho arreio.

Hoje quero ser criança,
e andar no seu quintal;
quero brincar com a terra,
quero me sujar de lama
quero ter esperanças.

Mas lá tem o que quero:
tem laranja-lima, figos
e amêndoas;
tem porta para entrar
e sair;
tem até água com açúcar
para as andorinhas,
enquanto brincam de pique.

Hoje sou alegre e
um visigodo feliz,
tenho a chave de seu
jardim
e por ele posso passar
minha infância sem ferir.

E todos os dias, agora,
vou lá brincar de criança.

E se deixarem vou segurar
sua mão
e pedir
que nunca me faça sozinho e
me doutrine a
percorrer a solidão
de quem quer encontrar
o mundo.

Só brilho com duas mãos dadas
e um pedacinho de beijo.

E prá mim ser homem de verdade
é nunca largar,
seu jardim, suas flores, seu aroma.

E tudo ao som
de um suave realejo !


José Kappel
Enviado por José Kappel em 23/10/2006
Código do texto: T271306
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
José Kappel
Nova Friburgo - Rio de Janeiro - Brasil
2147 textos (26780 leituras)
1 e-livros (125 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 06:20)
José Kappel