Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

780- Cenário (1) AFEIÇÃO, nos engenhos decassílabos de Camões.VALORES, DESVALORES E ABSTRAÇÕES na Literatura Lusofônica


780- Cenário (1) AFEIÇÃO, nos engenhos decassílabos de Camões.VALORES, DESVALORES E ABSTRAÇÕES na Literatura Lusofônica.

Acróstico-didático
Por Sílvia Araújo Motta

A-Afeição vem do latim “af-fectio”:
F-Fraternidade, consonância ao cultuar
E-Estima, dedicação, tratar com afeto...
I-“Influirá secretas afeições”, diz Camões,
Ç-“Como recônditas e  encantadoras
Ã-As inclinações amorosas” para alegrar
O-Os navegantes lusos, na Ilha dos Amores.

Belo Horizonte,12 outubro de 2006.

Nota:
Em “Os Lusíadas” , o gênio de Luís Vaz de Camões usa o vocábulo AFEIÇÃO,

a) na estância 91 do Canto IV,
“(...)
Vos esquece a AFEIÇÃO TÃO DOCE E NOSSA?”

b) na estância 05 do Canto IX, com largueza de humanização pela urdidura metafórica:
“(...)
De AFEIÇÃO em Monçaide, que guardado (*)
Estava para dar ao Gama aviso,(**)
E merecer por isso o Paraíso.”(***)

(*)Monçaide era  o nome de um mouro de Túnis, Maometano, contrário ao Cristianismo, versado na Língua Espanhola, e amigo dos Portugueses, a quem prestou relevantes serviços.A bordo das naus lusitanas, foi a Lisboa onde se fez cristão.

(**) Gama=Vasco da Gama.

(**)Paraíso=Recompensa dos Céus.

c) na estância 22 do Canto IX:
“(...)
Com dança e coréias, porque nelas(*)
Influirá secretas afeições,
Para com recônditas e encantadoras
inclinações amorosas”

(*) Coréia: bailado grego.

---***---

Silvia Araujo Motta
Enviado por Silvia Araujo Motta em 08/11/2006
Código do texto: T285926
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Silvia Araujo Motta
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil, 65 anos
6556 textos (668976 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 18:16)
Silvia Araujo Motta