Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Entrega total, chegar ao fundo do poço.
Mas o que é o fundo do poço?
A resposta está diante de mim.
Dura nua e crua.
Sofrer, chorar, e ter que aceitar.
Aceitar o fim, frio e inesxoravél, de tudo, só uma verdade, fim.
Como é duro o fim.
Fim implacavél, cruel e real.
Porque sentimentos, porque precisar tanto de um completar.
Porque se são todos iguais?
Porque capacidade de amar ninguém tem?
Porque nimguem não difere de nuimguém?
Como é duro, mesmo não querendo ter que aceitar a realidade.
E que realidade, dura, fria ,cruel e eu ter que lutar com ela.
Uma luta cruel e sem ganhos só perdas.
Perder, nunca ganhar.
E esse abandono?
Total, e mesmo total ainda não é suficiente?
Porque todo ser humano de humano não tem nada para oferecer?
Poque é tão facil a entrega dos sentimentos e esses não serem entendidos e tão pouco conrrespondidos?
Porque o cansar, o enjoar , e porque a rotina, maldita tudo destruir?
Enfim porque existir?
E a falta de coragem de pôr fim em tudo?
Se êsse por fim é tão facil?
O depois, que depois?
Tudo não é nada.
E nada depois...
E porque êsse mêdo?
Se quizer o fim é tão facil.
Como gostaria de não ter nada dentro de mim, nada mesmo.
Viver como uma pedra ou como um nada.
E que nada?
Que droga!
Tendo que se arrastar, mesmo como um fantasma.
Ter que coninuar!
Continuar, continuar!
E esse fim nunca chegar?
Bate êsse frio que chega além, ao estômago., olha a estupidez. além de tudo,esse idiota ainda reclama comida.
Que absurdo, comer, coisa mais sem sentido.
Tudo podre, o mundo inteiro.
Se não se tem sentimentos, não se vive.
E se viver, para que?
Qual o sentido?
Bom eu não pedi para nascer.
E vou me arrastando, até, até quando?
Nunca vou entender.
Nada! nada! nada!
Essa entrega é tão facil.
Deitar cobrir a cabeça e pronto.
Ouvir música, não acordar jamais...
martamaria
Enviado por martamaria em 11/11/2006
Reeditado em 14/11/2006
Código do texto: T288527
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
martamaria
São Paulo - São Paulo - Brasil, 71 anos
1155 textos (58790 leituras)
1 áudios (586 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 14:29)
martamaria