Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Inocência

Simples rosa se abrindo,
Entre espinhos desabrocha,
Não ouvem seu bramido,
Sensibilidade sua, aflora.
Uma só vez foi sentido
A sua vida em cor-de-rosa,
Liberdade no infinito.
Indo todo mundo afora
Dando ar do seu sorriso,
A inocência é deflorada.
Depois do sol ter surgido,
Encontram-na morta despetalada.
Carl
Enviado por Carl em 22/11/2006
Reeditado em 11/01/2007
Código do texto: T298310
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Carl
Parnamirim - Rio Grande do Norte - Brasil
12 textos (772 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 02:19)