Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Homenagem à Senhora dos Corvos

Sem medo de ser quem é, vejam então quem é: -


Sem medo de ser quem é,
Escreve a verdade universal sem fantasia.
Nos seus olhos inspirou-se o Zé...
Hipnotizado pela sua poesia.
O ser, é o seu verbo inicial
Repartindo os sonhos, com a sabedoria divina.
Aos despertos, apela ao valor sensual...

Da insanidade dela germina
O unicórnio negro, o zero...
Sobressai o poema do chuveiro, acaso mero.

Com o retorno e filosofando
Onde somos vivas, enfim...arrepiando
Revelação pálida da misantropia.
Vendo a fera e o lobo na consciência,
O funeral, onde o poeta aduba outra essência
São traços da mais pura filosofia.
Zé Albano
Enviado por Zé Albano em 20/09/2007
Código do texto: T660382
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Zé Albano
Portugal, 66 anos
1190 textos (81509 leituras)
9 áudios (640 audições)
1 e-livros (93 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/10/17 14:39)
Zé Albano