Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Homenagem a Martha Carbonieri

Nesta exuberância, vejam a elegância: -


Minhas asas de sabor a licor,
Amantes na amizade e no amor
Revelam contraste na indignação.
Tortura doce , do amor em suando,
Havendo um pedido, a nua para quando...
Amores vãos, perdidos na paixão.

Contradições, que chegam a qualquer hora
Amargas palavras do poema que chora.
Regala ouvir! Vá...puder...
Bastando responder: O coração quer.
O instinto...talvez irrealidade,
No hóspede está o amigo de verdade.
Inevitável a metáfora de um sonho
Em desencontro com o amor risonho,
Retempera-se na mais perfeita sintonia.
Inspirada na mais romântica poesia.
Zé Albano
Enviado por Zé Albano em 02/10/2007
Reeditado em 02/10/2007
Código do texto: T676895
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Zé Albano
Portugal, 66 anos
1190 textos (81513 leituras)
9 áudios (640 audições)
1 e-livros (93 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/10/17 19:08)
Zé Albano