Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Homenagem a ENLOUCRESCIDA

O dizível é bem visível: -




Em minha boca, vou tomá-lo em romaria
No manjar dos Deuses! Eu posso sugerir
Levado por você, mulher em poesia...?
Olhe no universo de devaneios da sátira do sentir
Um cheiro da minha infância, sombra a calçada
Com olhos tristes, na sede que vou sentindo
Retomo a alma de criança, ainda cansada,
E, num conto sem conto, me traduzindo.
Sempre quero gritar a minha alma masculina
Com esta heresia poética, obra-prima...!
Inspirado em seres namorantes, eu presente.
Desnuda minha alma! No poema que rima
Ao estupro no espaço, na academia da mente.
Zé Albano
Enviado por Zé Albano em 27/10/2007
Código do texto: T712495
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Zé Albano
Portugal, 66 anos
1190 textos (81436 leituras)
9 áudios (640 audições)
1 e-livros (93 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/08/17 22:04)
Zé Albano