Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Meu Recanto

Afinal pra meu espanto
Ganhei o meu espaço
Onde falo,escrevo e canto
Redireciono meu pranto...
As pobres rimas que faço
Riscando letras e rimas
Eu vou doando sentimentos
Contando coisas infimas
Aos amigos dando alento
Não sou poeta nem escritora
Tenho só inspiração
Ouço a voz que monitora
    o pulsar da emoção
Deixo cair no papel
As coisas que ela fala
Lentamente vão surgindo
E se formando e se unindo
Tudo que o ego não cala
Registrando
As emoções que
São doces como bala.
                             ZildaZarteira
Rio de Janeiro,29/10/2007  09:52hs
Tia Zarteira
Enviado por Tia Zarteira em 29/10/2007
Código do texto: T714561
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Tia Zarteira
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
1 textos (27 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/10/17 04:17)
Tia Zarteira