Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Carta em acróstico para EDYTH TELES DE MENESES

Se eu pecar, espero que haja quem perdoe: -


Entoo meus versos de amor
Dotados de muito calor...!
Y, a incógnita desta novela.
Tudo! Numa paixão, de sofredor
Há a minha atracção por ela.

Tenho que assumir esta ousadia,
Em rimas da minha poesia
Lavro esta pública declaração,
Esperando que a musa um dia
Sacie o meu coração.

Daquilo que escrevo à toa
Elevo a voz! Nem que me doa...

Manifesto-me neste poema
Esperando que seja eleito,
No desenrolar deste tema
Expresso assim o meu jeito.
Saudades de ti! Umas quantas...
Escolha para um nobre feito
Sobre ti caiu! Entre tantas...
Zé Albano
Enviado por Zé Albano em 26/11/2007
Reeditado em 04/12/2007
Código do texto: T753244
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Zé Albano
Portugal, 66 anos
1190 textos (81514 leituras)
9 áudios (640 audições)
1 e-livros (93 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/10/17 08:00)
Zé Albano