Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

132-MARIA VICTÓRIA CAPELÃO-Trovas


132-MARIA VICTÓRIA CAMPOS FERREIRA CAPELÃO

Minha amiga, eu te batizo,
Maria Victória “Araújo”.
És minha irmã do sorriso
timoneiro e meu marujo.
No mar do meu sofrimento,
contra o vento a navegar,
nas marés do meu lamento,
no cais, me fazes chegar!
Tu me aconselhas bastante,
para o bem, para o perdão,
porque és muito atuante,
certos teus conselhos são.
Foste Rainha, Vitória,
na Expoarte portuguesa,
por tua beleza e história
em Portugal, de certeza.
Tudo chega, tu disseste
para quem sabe esperar
muita esperança puseste
e luz em meu  caminhar.
De Francisco, és Rainha,
para os filhos, mãe amável.
de D. Amélia, a filhinha,
para amigos, admirável.
Belo Horizonte, 14 de outubro de 2001

Silvia Araujo Motta
Enviado por Silvia Araujo Motta em 28/11/2005
Código do texto: T77875
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Silvia Araujo Motta
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil, 65 anos
6556 textos (668849 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 04:18)
Silvia Araujo Motta