Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Um exemplo notável

Recebi um convite de aniversário. E veio com pedido do presente pretendido, mas difere de tudo que estamos acostumados. O aniversariante, amigo da família, seguiu exemplo de outro amigo e resolveu adotar a idéia.

A atitude merece aplausos e é exemplo marcante de uma mudança de mentalidade. A idéia original é genial e se for adotada transformará a realidade de muita gente.

Imaginem os leitores que o aniversariante escolheu uma instituição que atende crianças e mães carentes, verificou as necessidades para execução das atividades e resolveu pedir aos convidados que tragam os itens citados no convite para ajudar a referida instituição. Os convidados, então, devem levar de presente para o aniversariante o que na verdade ele direcionará para a instituição escolhida. É realmente uma boa idéia. Que merece aplausos.

No convite ele sugere o presente: arroz, macarrão, óleo ou massa de tomate. Notem os leitores que interessante! É a necessidade da instituição no atendimento a mães e crianças carentes. Os convidados vão à festa, fazem feliz o aniversariante e ajudam uma instituição.

Genial! É uma maneira de ajudar quem ajuda e melhor: pratica-se a renúncia a possíveis vaidades, nega-se o egoísmo de pensar em si mesmo e ainda estimula os convidados a pensar em quem precisa. Notável! Permitam-me repetir, pois fiquei impressionado com a originalidade da idéia. Não merece mesmo ser comentada? Já imaginaram se todos adotam a idéia? Quantas instituições não podem ser ajudadas? Asilos, orfanatos, Apaes, berçarios e tantos grupos que hoje trabalham para minorar as angústias da modernidade...

Vibrei com a idéia porque sei o quanto é difícil conseguir as coisas. No envolvimento com o Lar Espírita José Gonçalves (internato para idosos) e Projeto Pedro Carrara (atendimento a crianças e famílias carentes), a necessidade está sempre presente. Felizmente, porém, a generosidade humana também sempre comparece. E essas atitudes refletem a solidariedade que precisa ser conquistada pelo comportamento humano, pois há muitas entidades precisando de ajuda, esperando ombro amigo que delas se lembre... Há tanta gente querendo fazer um trabalho de voluntariado. Eis a chance. Afinal, solidariedade tem nome. Pode ser amor, esperança, pois nem só de pão vive o homem. E não podemos esperar tudo do governo. Há mães sem ter o que vestir em seus bebês, pessoas desempregadas, enfermas ou solitárias. Há realmente muito campo para agir no bem.

Parabéns ao amigo! Meus votos para que a idéia se espalhe.
Orson
Enviado por Orson em 30/01/2006
Código do texto: T105891
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Orson
Matão - São Paulo - Brasil, 56 anos
298 textos (94324 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 12:35)