Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sou homem (mulher), e acho que gosto de outro (a)

   Primeiramente, deve-se ter certeza, perguntando a si mesmo, se se está realmente amando aquele de igual sexo. Já vimos por aqui, em artigo passado, que três das muitas formas de se achar gostando de outra pessoa de mesmo sexo pode se dar por admiração, amizade ou companhia. Sabendo avaliar direito esses três aspectos e encontrar as respostas certas para cada um deles, pode-se então ver se ele ou ela completa você de verdade.

   É evidente que um homem pode se apaixonar por outro, ou uma mulher por outra, pelo simples fato de a boa companhia, a admiração mútua e a amizade forte serem latentes e muito grandes para continuar-se vivendo apenas como amigos ou meros conhecidos.

   Quando esses três fatores são latentes (não só eles, mas outros decisivos no âmbito do amor), pode-se, sim, dizer que se está ou é atraído psicológica e sexualmente por uma pessoa de mesmo sexo.

   Mas o que não pode acontecer é confundir o que os fatores psicológico, sexual e corporal pedem. Se você é um homem (ou uma mulher), e se sente atraído apenas pelo que outro homem (ou outra mulher) tem a lhe dar de físico, de corpo, apenas a beleza de fora, daí pode-se perguntar se o que lhe chama a atenção não seria apenas o externo daquele que supostamente se ama.

   É muito comum pessoas acharem que amam outras de igual sexo só pelo motivo de aquele homem (ou aquela mulher) tem uma aparência física que muito se cobiça ou se tenta possuir. Ou seja, muitos se sentem atraídos apenas pelo fator “corpo”, e se esquece de que a tal atração deve ser fundamentada não só pelo corpo, mas pelo sexual e pelo psicológico.

   Agora, se você é um homem (ou uma mulher), e se sente atraído pelo que outro homem (ou outra mulher) tem a lhe dar de psicológico, de interior, então você pode alegar que realmente sente-se completo ao ver-se com aquele homem (ou aquela mulher).

   Se você é uma pessoa que acha gostar de outras do mesmo sexo, tem de ver qual desses três aspectos lhe dizem mais. É claro que o aspecto sexual-corporal pesa muito em uma relação, mas deve-se atentar também para o psicológico, afinal, o mais importante é sentir-se bem, é sentir-se você mesmo ao lado do outro em todos os momentos, e não somente quando o fator sexual-corporal estiver latente.



   Do mesmo autor, aqui no Recanto, leia também os artigos:
   1. Sobre sexualidade, sobre orientação sexual
   2. Não estou em paz com minha sexualidade, e agora?!
Sézar
Enviado por Sézar em 12/02/2006
Código do texto: T110923
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Sézar
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 31 anos
5 textos (614 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 22:37)