Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Mingau de Fubá à Mineira

Receita para Susana Custódio:

Modo de fazer:
Numa panela colocar ¾  do litro de leite com duas colheres (de sopa) não muito cheias de fubá e um pouco de açúcar.
(O fubá pode ser o mimoso,  o de canjica ou o fubá  de moinho que é mais grosso.)

Misturar  bem até as pelotinhas se dissolverem.  Levar  ao fogo,   mexendo sempre com uma colher de pau. É preciso  cozinhar bem o fubá, senão o mingau ficará  amargo. Fazer os ajustes, quanto ao tempero e consistência,  durante o cozimento.

Gosto de colocar umas fatias fininhas de queijo no prato e despejar o mingau bem quente por cima. O queijo vai “desfiar”, dando ao  mingau um sabor especial.
Por cima polvilhar  canela em pó (acho imprescindível).


P.S.: Depende muito do gosto de cada um, mas eu prefiro o mingau mais ralo, para comer  às colheradas.
Como ingredientes só uso leite, fubá e açúcar ou adoçante (que possa ser levado ao fogo).  Não coloco manteiga porque gosto do mingau com queijo e este já contém muita gordura.

                                        ***

Edson G. Ferreira:

Mamãe, eu quero...
Mamãe, eu quero...
mamãe, eu quero mingau..
Me dá um pratinho,
me dá um pratinho,
que tô com o pezinho dodói...

                                        ***

Emma Gressi:

Quando se mexe com fubá
cuidado pra num afobá
mas se der bafafá
é sinal que vai abafá.

                                        ***

Giuseppe Sadello:

Se penso em ir com o milho
já me vens com o mingau
qualquer hora deixo o exílio
se me prometes beiju...afinal...

                                         ***


Benjamin Gaut:

Embora assim tão gostoso
esse mingau de fubá
se leva ao supremo gozo
jamais chega a engravidá

                                          ***

Mingau de fubá fumegante
Queijo em fatias e canela
Noite fria, casal de amante
No mingau se engambela...

(Nanda)

                                               ***

Emílio Adelpho Bha:
 
Mingau apreciado na cidade
e mais ainda lá na roça
proteína jorra à vontade
tão logo que a coisa engrossa...

                                         ***
Ema Lícia das Virgens:

Que delícia de mingau
obra-prima de mãos amigas
meu pecado capital
é debulhar outras espigas...

                                       ***

Eurico Roinha de Sá Cristão:

Desse mingau é que preciso
pra mode eu recuperá
pois cheguei a perdê meu juízo
de tanto por ti ralá...

                                       ***

Que mingau mais gostosinho
Feito no fogão a lenha
Repito, mais um pouquinho...
Quer também? Então venha!

(Nanda)

                                       ***
Eddy Sporrare:
 
Pois se feito por você
desse quero um bocadão
Se não como até morrer
sei, mato minha paixão

                                      ***










fernanda araujo
Enviado por fernanda araujo em 17/08/2008
Reeditado em 06/08/2009
Código do texto: T1132015
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
fernanda araujo
Divinópolis - Minas Gerais - Brasil
1051 textos (190073 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 28/11/14 04:50)
fernanda araujo



Rádio Poética