Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

UM OLHAR PARA TRÁS - Geraldo Xavier

O Romance UM OLHAR PARA TRÁS, de Geraldo Xavier de Oliveira, vencedor do concurso Zélia Saldanha – Edições UESB, 2002 - UM OLHAR PARA TRÁS - vem enriquecer nossa biblioteca com um trabalho que busca as raízes da cultura nordestina, em particular, na terra onde o escritor viveu boa parte da sua vida. Um exemplo não conhecido entre nós é a festa do Pastoreio e a Festa de Reis, quando na primeira, havia encenações públicas por atrizes que eram mulheres de vida livre, enquanto os Reis eram festas da família.

O escritor Geraldo Xavier de Oliveira encontrou uma fórmula original de escrever, ora quando as palavras saíam da boca dos personagens de pouca ou nenhuma letra, utilizando-se de dialetos do caipirês, ora quando o autor narra a própria trama, utilizando linguagem coloquial de bom português, ora quando o personagem, com algum grau de conhecimento, fala corretamente a língua.

As relações entre o poder político, o poder econômico e a população pobre ou excluída, dão o toque sociológico neste livro. Na trama, filhos ou parentes de políticos, de comerciantes, fazendeiros e coronéis não eram presos quando transgrediam as Leis, enquanto os pobres, sem eira nem beira, o eram por motivos banais ou mesmo por suspeição, e levavam muita surra de palmatória. Sem esquecer do major que tinha por hábito “capar” o empregado que lhe tivesse furtado uma galinha ou que tivesse feito sexo com as mocinhas da fazenda.

Isso nos traz à nossa própria história, quando Candinho capador ficou famoso pela maneira como castigava os “capadócios” que pulavam a cerca na antiga Nova Conquista, hoje cidade de Cândido Sales...

O escritor Geraldo Xavier de Oliveira conta a história de algumas personagens e suas famílias. Em determinado ponto, ele faz uma pausa para colocar outros personagens em cena, repetindo esta técnica com várias personagens e famílias. Ao final, alinhava com maestria o final de cada um, dando-lhes o destino devido -  e nem sempre esperado pelo leitor, que viaja o tempo todo neste grande trabalho do nosso escritor e amigo, que me presenteou com um exemplar, o qual peço licença para comentar.

DE bela feitura, o livro é prefaciado pelo Prof. Valmir Henrique de Araújo (UESB e ACL) e impresso nas oficinas da EGBA – Empresa Gráfica da Bahia, em Salvador.

O AUTOR: Natural de Itabaiana – PB, onde nasceu a 14/03/1951 de onde saiu ao final do ginásio, passando a residir em outras cidades e outros estados até fixar-se em Vitória da Conquista. Desde cedo inclinou-se para  Poesia e para as letras em geral. Trabalhou em gráficas. Laborou em vários jornais e revistas. Quando estudante, participou da criação do jornal “O Estudante”. Mais tarde, Ajudou a fundar o jornal “A Voz de Bacabal” e o “Grupo de Teatro de Jacarati”. É membro da Academia Conquistense de Letras, ocupando a Cadeira nº 6, cujo Patrono é o Poeta Castro Alves. Casado com D. Maria Sueli Oliveira, tem dois filhos: Érico e Ramon. Tem vários livros no prelo à espera de alguma instituição, editora ou mecenas que desejem publicá-las ou patrocina-las.
Ricardo De Benedictis
Enviado por Ricardo De Benedictis em 19/02/2006
Reeditado em 21/02/2006
Código do texto: T113787

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Ricardo De Benedictis
Vitória da Conquista - Bahia - Brasil, 77 anos
1214 textos (272427 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 16:21)
Ricardo De Benedictis