Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MINHA CIDADE

                        MINHA CIDADE


                          As lutas diárias e dissabores da vida incidem diretamente sob o nosso ângulo de visão em relação às expectativas, com projeção, muitas vezes, negativa para o futuro. A vida nos impõe que sejamos fortes, hábeis, que não tenhamos dúvida e que na vida colhamos sucesso. O sucesso financeiro e status social. Entretanto, existem outros tipos de sucessos e conquistas que não se medem em dinheiro e que tornam a vida mais feliz: o casamento, a convivência familiar, saúde, poder ajudar o próximo e gostar do lugar onde se vive. Sinto-me privilegiado. Não que tenha alçado os degraus do sucesso. Conquistei algumas coisas. Poucas, é verdade.  O importante é que tenho a paz necessária para seguir na luta vital, uma companheira maravilhosa, amigos, uma família unida e coesa, uma fé inabalável e, ainda, moro numa cidade que é fonte de inspiração poética. Gramado. Aqui lançei meu segundo livro de poesias: Cavalgada de Esperança.

                         Como é bom viver aqui e passear entre pinheiros e hortênsias. Escutar o choro do vento. Contemplar a dança das folhas de plátano e névoa que desce ao entardecer. Percorrer as trilhas de uma cidade arborizada, limpa e distinta. Uma cidade que guarda no coração a luz do Natal. Um lugar em que seus moradores são valorizados, como na Festa da Colônia e que recebe, com todo o glamour, celebridades nacionais e internacionais para o Festival de Cinema.

                          É maravilhoso sair pelas ruas e encontrar conhecidos, em função do meu trabalho com o público, das atividades desenvolvidas na área literária, alguns alunos de italiano, vizinhos, colegas de faculdade de minha esposa, enfim, sentir que faço parte desta Comunidade, desta cidade tão linda.

                         E quando chegam as férias como é bom poder planejar uma ida ao lago negro e ir ao restaurante para apreciar um gostoso foundi, com um vinho tinto, ou quem sabe num restaurante tipicamente alemão ou italiano, valorizando às raízes desta terra abençoada.

                         Apesar de ter morado na Itália foi aqui que vi a neve, pela primeira vez. Inesquecível lembrança de inverno serrano. Chocolates e café colonial. Um eterno turista da capital na serra gaúcha. Eu moro aqui há quase dois anos, mas  ainda me encanto com o lago Joaquina Bier, com a iluminação das árvores centrais, passeio de jardineira pela cidade e estou vibrando com a nova Borges.

                          Como é bom, depois de um dia cansativo, caminhar pela rua coberta. Contemplar vales e montanhas. O desfile do natal da janela da sala do meu apartamento .Um retorno à infância, passando pelo mini-mundo e pela Aldeia do Papai Noel.

                          É muito bom me sentir vivo. Pensar que aqui comprei o meu primeiro DVD. Comemorei na Pondoro, o meu quarto aniversário de casamento. Escrevi já tantas crônicas e poesias. Organizamos( eu e os colegas da ACAEG) o primeiro sarau poético e com absoluto êxito e encanto, regado à queijos, vinhos, música, poesia e muita emoção.

                       É bom chegar em casa e sentir o cheiro da comida caseira, o sorriso alegre da esposa e a satisfação de construir o presente e projetar o futuro.

                      Gramado, cidade do coração e da esperança, obrigado pela acolhida!

PS: Visite Gramado, com certeza, vocÊ vai gostar.

                                                               
pássaro poeta
Enviado por pássaro poeta em 20/02/2006
Código do texto: T114132

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
pássaro poeta
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil
532 textos (101468 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 20:05)
pássaro poeta