Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto


         ABORTO.......


Biologia - Gravidez - Abortamento

Abortamento

Abortamento é a interrupção da gravidez antes que o feto se torne viável, ou seja, antes que tenha condições de vida extra-uterina.

Do ponto de vista de sua causa, classifica-se o abortamento em 2 tipos principais: espontâneo e provocado.

Abortamento espontâneo

São numerosas as causas naturais do abortamento. Uma delas é a implantação do óvulo fecundado em pontos anormais do corpo da mulher. É o que ocorre na gravidez tubária, ovariana, abdominal e cervical. No primeiro caso, o óvulo implanta-se na trompa; no segundo, dentro de um folículo ovariano; no terceiro, na cavidade peritoneal; no último, no canal cervical. É muito raro a implantação ocorrer inicialmente na cavidade peritoneal. Mais comumente, verifica-se uma implantação original tubária a que se segue ruptura de tecido e posterior implantação abdominal.

O abortamento espontâneo pode decorrer também de fatores genéticos; por fatores químicos; por doenças infecciosas contraídas pela mãe; por radiações e muito pouco por motivos de choques físicos.

Os principais sintomas do abortamento espontâneo são dores no baixo ventre e perda de sangue. As dores são causadas pelas contrações com que o organismo tenta expulsar o óvulo. Ao fim do processo, essas dores tornam-se cólicas fortes. A intensidade da hemorragia depende da extensão da superfície do descolamento provocado na parede do útero.

Abortamento provocado

Como toda intervenção cirúrgica, o abortamento, praticado em condições deficientes, às vezes acarreta vários problemas. O mais grave é a perfuração uterina, que pode causar peritonite e morte. Outro risco grave é a hemorragia profusa, capaz de causar choque. E, finalmente, há uma série de infecções que, a depender das circunstâncias, podem se revelar graves e até mortais.

Em mulher suscetível, a interrupção da gravidez pode precipitar uma reação psiconeurótica ou mesmo psicótica grave. Para alguns psiquiatras, cada aborto é uma experiência carregada de riscos sérios para a saúde mental.

A Igreja Católica sempre se colocou radicalmente contra a prática do abortamento.

Segundo o Datasus, em 1989 foram registradas 314.911 internações por abortamento. As estimativas são de que ocorrem, a cada ano, cerca de 1,5 milhões de abortos e 10 mil mortes.

Lembre-se: O aborto provocado não deixa de ser um crime, pois o feto já é uma vida...

Itens Relacionados: Sinais de Gravidez / Pré-Natal / Camisinha / Diú / Pílula / Diafragma / Partos / Gravidez na Adolescência

Gravidez - Biologia - Brasil Escola


florzinha
Enviado por florzinha em 21/02/2006
Código do texto: T114523
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Maria Socorro Teixeira de Castro ( Flozinha)). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
florzinha
João Pessoa - Paraíba - Brasil, 64 anos
4138 textos (1195114 leituras)
5 e-livros (3402 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 10:31)
florzinha