Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Deficiência, vencer este preconceito

    Cada ano no período da quaresma a igreja católica trás uma reflexão a toda sociedade com o objetivo de refletirmos nossa postura de cristãos, e isto ocorre através da Campanha da Fraternidade. 
     Uma das obrigações do evangelho de Jesus Cristo está na ação de cada um de nós. Esta ação é compromisso de discípulos, de seguidores. Amar o próximo como a si mesmo é estar preocupado com a vida do semelhante como devo estar com a minha própria vida. 
     O tema deste ano é sobre o deficiente físico com o lema “Levanta-te, vem para o meio”, tirada do evangelho de Marcos (3,3). É um convite àqueles que sentem excluídos por sentirem ou terem alguma deficiência física, mental. Para que não se sintam estigmatizados, mas que venha e assume seu espaço, enfrente o preconceito e faça parte do banquete que para todos foi preparado. 
     O tema também é um convite para que sociedade possa refletir sua postura diante as pessoas especiais e assim acolhe-las sem preconceito ou discriminação. Afinal, quando não conseguimos enxergar nosso irmão e ama-los independente suas especialidades, credos, etnias ou deficiências expomos nossas deficiências para aqueles os quais insistimos em preconceituar. . 
     O tema também serve para os poderes públicos, de maneira especial o Estado para que ao olhar esta parcela da sociedade promova políticas publicas que possam beneficiá-las e inseri-las na sociedade, no mercado de trabalho, e que, possam também garantir o direito que assegura a Constituição Federal, que é o “Direito de ir e vir”. 
     Quase 15 % da população brasileira sofrem de alguma deficiência seja ela física, auditiva, visual ou de ordem mental e ainda podemos perceber que grande parte dela necessita ser assistida pelo Estado. 
     Não podemos negar que algo já se vem fazendo, porem muito à avançar, e uma delas é a inserção do deficiente no mercado de trabalho e do direito locomoção. 
     Mas ainda algo mais fundamental que precisa ocorrer está relacionado ao preconceito, isto é, o olhar para uma pessoa portadora de alguma deficiência. Precisamos compreender que elas não precisam de nosso sentimento de pena e nem querem, pelo contrario, precisam de nosso respeito, solidariedade e que a deixamos serem também cidadãs. Há tantos portadores de deficiência que exercem seus trabalhos profissionais iguais ou com mais eficiência que os ditos “normais”. 
     Que nesta Campanha da Fraternidade o Espírito Santo possa realmente promover uma revolução no coração do homem e especialmente nos brasileiros, para que, a partir desta reflexão possamos mudar o foco de nosso olhar para a pessoa portadora de alguma deficiência passando a respeitá-la em seus direitos. 
     Que o Espírito Santo possa trazer no coração daquele que tem alguma deficiência física, auditiva, visual ou mesmo mental a paz, tirando-lhe todos os traumas que acabam sendo provocados pelos estigmas ou mesmo pelo complexo de inferioridade que perturba constantemente alguns, impedindo-os de viverem a liberdade e dignidade de filhos de Deus. 
     Finalizando, que o Espírito de Deus possam através de profundas reflexões sobre este tema possamos construir uma sociedade mais humana e fraterna e sem exclusão.

Ataíde Lemos
Enviado por Ataíde Lemos em 25/03/2006
Reeditado em 26/03/2006
Código do texto: T128401
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
Ataíde Lemos
Ouro Fino - Minas Gerais - Brasil, 51 anos
5266 textos (1218852 leituras)
5 e-livros (11751 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 16:00)
Ataíde Lemos

Site do Escritor