Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

                                    Semana sombria, mas esperançosa

          Três assuntos esta semana estiveram evidenciados em toda a mídia, e que deixaram a sociedade brasileira estarrecida: 

          • O afronte a Constituição Federal com a quebra do sigilo bancário de um brasileiro

          A sociedade assistiu estarrecida e indignada com o que a mídia em geral transmitiu. Depois que caseiro desmentiu o Ministro da Fazenda que afirmara categoricamente não freqüentar tal residência para negociatas, o governo através de seus subalternos quebra o sigilo de forma ilegal, imoral deste caseiro com o intuído de saber se ele estava sendo ou não comprado para mentir, expondo este cidadão e todos seus familiares a uma avalanche de constrangimentos. 
          Fato este que iniciou no final da semana passada, mas que tem se estendido de forma intensa, que certamente trará conseqüências graves para com governo federal. 

          • A absolvição dos deputados acusados do mensalão

          Este também marcou toda a semana com noticiários da mídia. Depois de dois deputados assumirem ter recebidos recursos financeiros de caixa 2, sendo este um ato ilegal. Após serem condenados pela Comissão de Ética – comissão esta que apura a conduta dos parlamentares – foram absolvido pelo plenário da Câmara Federal pelo voto secreto, numa manobra feita pelos seus pares de esvaziarem a sessão. 
          É importante frisar que aqueles que usaram deste expediente de esvaziaram o plenario se expuseram seus votos, e eles sim, a sociedade vai poder cobrá-los e puni-los exemplarmente. Se o voto é secreto, para estes certamente não foram. 
          Ainda, se não bastasse a sociedade foi obrigado a ver a cena caricata da deputada que faz parte da Comissão de Ética, com um gesto ridículo dançando a musica da vergonha e do desrespeito para com os cidadãos brasileiros. Imagens que foram veiculadas para todo o Brasil e certamente para o exterior. Não tenho duvida que esta sua postura lhe renderá o banimento da vida publica. É um ato injustificável mesmo para seus correligionários. 

          • O documentário exibido pelo Fantástico, Falcão – Meninos do Tráfico. 

          Este documentário expôs a realidade das políticas publicas sociais que não tem atendido de fato a população carente deste nosso imenso Brasil. 
          Depoimentos marcantes e chocantes de adolescentes que fazem dos bandidos seus ídolos, Adolescentes e jovens que perderam totalmente o referencial da vida e que estão expostos a toda a sorte. Um retrato da desestruturação da família como um todo. Uma amostra que, embora haja um grande marketing feito de políticas sociais, esta realidade não está atingindo de forma direta e precisa uma imensa maioria das populações carentes. 
          Um documentário que certamente fala dos adolescentes e do tráfico existente nas favelas e periferia das grandes cidades e metrópoles, mas que, no entanto existem em todas as cidades pequenas e medias, isto é, adolescente e jovens que servem indiretamente ao tráfico de drogas pela falta de políticas sócias, fatores estes que desestrutura famílias, gera ociosidade fator essencial para entrada no mundo das drogas e criminalidade. 

          Que estes fatos ocorridos nesta semana negra em nosso país, sirva como ponto de referencia e partida para a construção de uma nova sociedade. Que possa provocar indignação, repudio e vergonha, porem, que traga uma luz para que a partir destes acontecimentos a sociedade se levante e inicia uma caminhada para a construção da cidadania, que sem duvida é o que transformará a sociedade levando-a para um horizonte oposto o qual estamos vivendo.
Ataíde Lemos
Enviado por Ataíde Lemos em 26/03/2006
Reeditado em 26/03/2006
Código do texto: T128738
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
Ataíde Lemos
Ouro Fino - Minas Gerais - Brasil, 51 anos
5266 textos (1218862 leituras)
5 e-livros (11751 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 20:22)
Ataíde Lemos

Site do Escritor