Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

               FHC E LULA DIFERENTES IGUAIS 

     Quero fazer uma analise política dos dois últimos presidentes Fernando Henrique Cardoso (FHC) e Luiz Inácio Lula da Silva (Lula). 
     FHC, filho de militar, família de classe media alta, sociólogo, intelectual afinado com a classe empresarial teve a escola política através das lutas sociais, estudantis no período da ditadura. Sendo assim, FHC teve a habilidade de falar a linguagem da “elite”, dos militantes e daqueles que vivem sempre a margem da sociedade. 
     Com sua habilidade e sua liderança chegou e assumiu o mais auto grau político que alguém pode atingir, ser presidente da republica. Sabendo usar este aprendizado, sua grande desenvoltura intelectual o fez conduzir os políticos; falar a linguagem empresarial e também persuadir para com as massas. Assim, agradou todos os políticos, empresários e a classe baixa através do reinicio de uma política assistencialista que estava sendo enterrada. 
     Para perpetua-se no Poder que era um de seus objetivos principais, investiu na mudança da Constituição implantando a reeleição que foi conseguida através de sua habilidade política, com o toma lá, dá cá e compra de parlamentares. 
     Com sua persuasão vendeu todo o país transferindo ao capital estrangeiro empresas estratégicas e que hoje sofremos a conseqüência através de um auto custo para podermos usufruir destes serviços essenciais. O pior é que, alem de vender as empresas estrategicas o Banco Nacional de Desenvolvimento Social (BNDS), financiou grande parte dos recursos para compra delas. Em síntese, as multinacionais compraram as empresas brasileiras e não entraram com o dinheiro e hoje pagam os financiamentos com os lucros das mesmas em suaves e intermináveis parcelas. 
     Tudo isto gerou com o tempo um desgaste tão grande que as pessoas não suportavam mais, a sociedade esperava o momento de trocar o presidente. 
     Surge Luiz Inácio Lula da Silva (Lula), pobre do sertão nordestino que vem para São Paulo a maior cidade do país, com sua liderança e beneficiado pela ditadura mobiliza uma enorme parte dos metalúrgicos, inseri-se na política e assim, constrói o Partido dos Trabalhadores que hoje está entre os quatro maiores partidos do Brasil. 
     Lula, através de sua desenvoltura e atuação também conquistou uma boa parte da classe de intelectuais do país que o ajudou alicerçar cada vez mais sua estrutura política para atingir seus objetivos que era ser presidente da republica. Para este fim procurou através de varias tentativa por meio de candidaturas. 
     Lula que durante a campanha eleitoral soube atacar os pontos mais fracos de seu antecessor (FHC), se aproveitando da baixa auto estima que se encontrava toda a sociedade brasileira, o desgaste do presidente atingiu seu objetivo principal. 
     Porem, este presidente que veio das bases sociais conhecia a elite. Como sempre foi marcado pela ancia do poder soube falar a linguagem dela, soube manter, ou pior, dar ainda mais a ela tudo o que o Brasil produz. Nunca na história brasileira os especuladores estrangeiros e banqueiros ganharam tanto como ocorreu neste governo. 
     Sabendo falar a linguagem da massa – que veio pela sua origem e militância sindicais – deu continuidade e ainda com mais ênfase, aprofundou e estimulou o assistencialismo que hoje tornou seu grande trunfo para permanecer no poder. 
     Fazendo uma analise nestes dois personagens da republica, que embora com estruturas sociais, intelectuais, culturais tão antagônicas tem a mesma táctica de sedução, se assemelham nas estratégias políticas para induzir o povo e assim permanecer no Poder. 
     Para os intelectuais, aqueles que gostam de estudar as pessoas e seus comportamentos é um paradigma interessante a ser estudado. 
     Finalizando, algo que a sociedade deve ter como prioridade é derrubar a Lei que instituiu a reeleição, este tem sido o maior câncer que se não for derrubada pode comprometer todas as Instituições de Poder do país. 
     A reeleição surgiu pela ancia do poder, surgiu para que, aqueles que estiverem no poder permaneçam por um longo período. Porém vemos por experiência que esta pratica tem feito do país um mar de sujeira e que para atingi-la vale tudo.
Ataíde Lemos
Enviado por Ataíde Lemos em 27/03/2006
Reeditado em 29/03/2006
Código do texto: T129423
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
Ataíde Lemos
Ouro Fino - Minas Gerais - Brasil, 51 anos
5266 textos (1218986 leituras)
5 e-livros (11751 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 10:57)
Ataíde Lemos

Site do Escritor