Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A arte de se relacionar

A ARTE DE SE RELACIONAR



Relacionamento.
Tão lógico quanto complexo é este aspecto na vida do ser humano. O relacionamento implica algum conhecimento básico de sua dinâmica, pois sendo ele uma arte, como tal deve ser tratada.
Relação é o conhecimento recíproco e/ou convivência entre pessoas; podendo resultar em laços afetivos, de amizade ou apenas de respeito e cordialidade.
Não se pode desvincular relações de ética, pois ambas se complementam e se auxiliam entre si.
Precisamos considerar que o ser humano ao mesmo tempo em que é individuo, pertence ao coletivo. É, pois, um ser plural e singular. Esse detalhe, quando compreendido e aplicado ao comportamento, transforma-se em benefício que favorece as relações interpessoais.
Assim, o ser humano é uno. Único enquanto indivíduo, com especificidades que lhe são próprias e que são produtos de uma série de fatores, sejam biológicos, ambientais, culturais, ou econômico-sociais. Por outro lado, ele é parte de uma coletividade, que possui também características peculiares resultante de diversas influências.
Quando pensamos na arte de se relacionar, levamos em conta esses fatores e assim podemos nortear nossa conduta de maneira mais eficaz.
Na base de todo relacionamento encontra-se a comunicação.  Quando conseguimos fazer com que a pessoa que se relaciona conosco compreenda o que desejamos, podemos dizer que conseguimos nos comunicar. A comunicação é, portanto,  o fundamento de toda relação.
Existem elementos que, aliados à comunicação,  facilitam o desenvolvimento de  uma relação saudável e produtiva, independente de sua natureza.
Todo relacionamento exige atenção.  Tudo que recebe nossa atenção tende a conquistar espaço em nossa consciência e, conseqüentemente, provocar interesse. O interesse nos leva a buscar conhecimento, passamos a desejar compreender melhor a pessoa com quem estamos nos relacionando. Quando realmente conhecemos alguém, seja um colega de trabalho, um amigo do círculo social, um parente, não importa, nos tornamos mais tolerantes e persistentes no cultivo deste convívio. E se assim agimos, vamos aos poucos melhorando a qualidade deste relacionamento, fazendo com que seja profícuo e harmonioso.
Ações estratégicas interligadas a uma boa comunicação promovem uma relação interpessoal satisfatória
Nesta dinâmica entram outros dois elementos determinantes. Razão e Emoção. Nenhum relacionamento, seja qual for sua natureza, pode dispensar estes dois elementos.
A razão nos permite aprimorar o conhecimento através da observação, convivência e a abstração de todo conjunto de informações que vamos obtendo ao longo do tempo. Ela nos capacita ao  discernimento que é imprescindível à boa comunicação.
 Já a emoção nos possibilita um envolvimento com a pessoa; criar um vínculo,  vínculo este, que varia na qualidade do sentir. É necessário sensibilidade para que se construa o elo que permitirá o fluir da convivência. Talvez possamos, de modo um tanto ousado, associar a razão com o conteúdo e a emoção com a qualidade do relacionamento.
O homem não nasceu para viver isolado, realiza-se quando partilha seus talentos, quando concretiza seus projetos, sejam quais forem, e isso ele não pode fazer sozinho. Precisa sentir a justificativa para o que é capaz de elaborar; sente necessidade de reconhecimento de suas conquistas; busca afetividade em diversos níveis, para encontrar equilíbrio em seu interior. E tudo isso, não pode obter sozinho. Daí a importância das relações.
A arte de se relacionar não pode ser reduzida ao simples ato de verbalização como condutor de idéias, mas sim apreender em profundidade, a identidade individual e coletiva das pessoas envolvidas.
Quanto maior a interação do indivíduo em seu meio, tanto maior a possibilidade de obter sucesso em todas as áreas de sua vida.
As relações interpessoais são, em ultima análise, o pilar para a felicidade do ser humano.




Priscila de Loureiro Coelho
Consultora de Desenvolvimento de Pessoas






Priscila de Loureiro Coelho
Enviado por Priscila de Loureiro Coelho em 06/05/2005
Código do texto: T15244
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Priscila de Loureiro Coelho
Jacareí - São Paulo - Brasil, 65 anos
1286 textos (215214 leituras)
1 e-livros (148 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 16:31)
Priscila de Loureiro Coelho