Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

!! GUERRA CIVIL EM SÃO PAULO !!

Nos últimos três dias a Polícia Militar Paulista esteve acuada e perdida sem saber exatamente com quem contar e teve que se defender do seu modo com poucos recursos. Exatamente do mesmo modo que o povo paulistano tem feito nos últimos TRÊS ANOS.

Talvez agora com o crime organizado mais agressivo e efetivamente melhor armado a situação pode se reverter. Uma incursão do exercito brasileiro sobre os núcleos de atividade do Primeiro Comando da Capital, popularmente conhecido como PCC já é uma hipótese bem aceita por grande parcela da população.

Os soldados especializados das Forças Armadas poderiam facilmente desmantelar toda as redes do narcotráfico paulista ou pelo menos grande parte dela, como o ocorrido nos morros cariocas. Já foi contabilizado mais de 63 atentados, por iniciativa do PCC. Um número sem precedentes em nossa história policial.

Até os bombeiros foram alvos da facção! A coisa realmente perdeu o senso de normalidade e se continuar desse modo, logo mais, até a policia passará a temer esses criminosos. Já que é declaradamente mal paga, aparelhada e desprovida de recursos para sua defesa.

Infelizmente hoje a polícia dá por encerrada seu trabalho quando prende um criminoso. Isto se tornou um erro gravíssimo. Existe uma hierarquia criminosa, que deixa claro a sucessão quando seu mentor é preso o que impossibilita o raio de ação da investigação e prevenção de outros atentados.

Estamos vivendo uma guerra civil declarada com disparos de todos os calibres. Já escrevi em outro artigo que publiquei aqui também que uma das poucas e mais ágeis formas de se resolver o problema do narcotráfico e do crime organizado é investimentos massivos na educação básica até a graduação. Para afastar os jovens da carreira criminal. Agora mais do que nunca também precisamos de uma reforma no código criminal. Na minha modesta opinião a pena de morte também se faz necessária.

Se a justiça continuar abrandando leis e favorecendo criminosos com penas mais brandas ou paliativas. O Estado de Direito irá se transformar num Estado sem Lei. As “teorias” punitivas  deixaram de ser aplicáveis depois desta afronta contra os PM’s irremediavelmente expostos e sem nenhum plano de revide, nem quero pensar como ficarão os civis? Totalmente entregues a ação de qualquer criminoso?

No orkut os policiais estão ansiosos por vingança e pedem até a volta do esquadrão da morte (grupo parapolicial dos anos 70), “Volta Ubiratan Guimarães", escreveu um policial anônimo.

O inusitado e pouco provável para nós paulistanos seria o convívio com o terrorismo, comumente observado através das lentes da rede Aljazira ou CNN, mas agora queridos leitores existe “bin ladens” nacionais, são criminosos que por algum motivo pessoal mantêm divida com o comando (Seja através do consumo de entorpecentes ou por faltar com o pagamento da contribuição mensal).

De dentro dos presídios, com a utilização de celulares, detentos abaixo da hierarquia da cúpula central do PCC, delegam ordens para que os bin ladens saiam em transloucado tiroteio pelas cidades onde residem sobre bases comunitárias, delegacias e o que mais acreditarem ser representação policial de alguma espécie.

Caso não cumpram sua dívida com dinheiro, são obrigados a executar os ataques ou passam a ser ameaçados de morte junto com sua família por outros ladens.

Para conseguir dinheiro para o caixa da facção, os membros do PCC exigem que os “irmãos”, como são tratados os integrantes do grupo, paguem uma taxa mensal de R$50. Já os grupos que estão em liberdade, R$ 500. O dinheiro é usado para comprar armas e drogas, além de financiar ações de resgate de presos ligados ao grupo. Além disso todos precisam cumprir um estatuto, redigido pelos fundadores reunidos no Piranhão, em 1993, com 16 itens.

O nº 9, por exemplo diz: “O partido não admite mentiras, traição, inveja, cobiça, calúnia, egoísmo, interesse pessoal, mas sim: a verdade, a fidelidade, hombridade, solidariedade e o interesse comum ao bem de todos, porque somos um por um todos e todos por um”.

Diante do enfraquecimento do Comando Vermelho carioca que tem perdido vários ponto-de-venda de droga no Rio e diminuído a demanda de droga no RJ junto com a demanda no tráfico internacional, o PCC aproveitou-se dessa brecha comercial e tornou-se a maior organização criminosa do País.

Adendo ► (saiu agora no rádio) - No exato momento que publico este texto mais um ônibus é incendiado em Diadema... Quantos estragos está facção ainda irá causar ao Estado, aos civis e a Polícia? A ordem pública está ameaçada, isso é pior do que a anarquia! Estamos vivendo sobre o Estado do medo e da impunidade.
José Luís de Freitas
Enviado por José Luís de Freitas em 14/05/2006
Reeditado em 14/05/2006
Código do texto: T156222

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
José Luís de Freitas
Diadema - São Paulo - Brasil, 32 anos
466 textos (177566 leituras)
28 áudios (28233 audições)
1 e-livros (111 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 23:19)
José Luís de Freitas