Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

RPG. O que é isso?

RPG.

Você já deve ter escutado sobre essa sigla!
Se não, às vezes é até melhor! Por causa do forte preconceito que um jogador de RPG enfrenta.

Este não é um simples jogo, mas sim uma filosofia de um Jogo de Interpretação de Personagens.

O Objetivo principal é interpretar um personagem a ser escolhido e até mesmo a ser inventado.

O jogo exige um cenário que pode ser real ou fictício. Os Primeiros temas e cenários foram medievais e mitológicos, por causa da grande aventura que esses cenários proporcionam aos jogadores.

Dentro do RPG há vários tipo de jogos desde o RPG de Mesa  (também conhecido como RPG tradicional) ao RPG On-line um pouco mais moderno.
Existe também o RPG CARDs, mas os CARDs por muito não são chamados de RPG, pois não há interpretação, mas sua essência foi retirada dos jogos de RPG.

A diferença desse jogo para todos os outros é a fantasia, no RPG você brinca com seus sonhos e fantasias, naquele momento do jogo você pode ser o herói ou o vilão da história, nenhum outro jogo dá a possibilidade disso acontecer!

Existem vários mitos sobre o RPG, como ser um jogo do demônio e lidar com magia negra, foi até proibido por algumas religiões. Mas como já disse antes isso é tudo mito.

Algumas emissoras de televisão falam mal sobre o jogo, pois quem joga RPG normalmente investe boa parte do tempo em leitura sobre o assunto e jogando, desta forma não acompanhando a programação da emissora. Essas emissoras falam que quem joga RPG está envolvido com magia negra e rituais satânicos.

O que eles não falam é que a própria televisão incentiva à violência em seus filmes, séries e novelas. Não digo também que todo Jogador de RPG é um santo, mas não podemos dizer que “quem joga RPG assassino” ou coisa parecida.
 
O RPG surgiu em 1973, nos Estados Unidos, inspirado na obra de Tolkien (escritor inglês do gênero fantasia, sendo a trilogia de O Senhor dos Anéis a sua obra mais famosa). O Jogo se tornou um grande sucesso ainda mais depois que o filme “E.T” de Steven Spielberg mostrou um grupo de adolescentes jogando RPG, que no caso era o D&D, mas não citado no o nome filme.

Nos Estados Unidos na década de 90 a imagem de RPG começou a melhorar e a situação começou a se inverter, o RPG começou a ser reconhecido como um tipo de atividade cultural, conseguindo vencer preconceitos do tipo "é jogo do demônio", o que ainda não aconteceu no Brasil, pois ainda é muito recente o jogo no Brasil e afinal, tudo que é diferente tende a causar uma reação inicial negativa.

Na Europa, Austrália, Japão, tal preconceito foi diluído. A Inglaterra foi o primeiro país a criar uma editora própria de RPG e é comum ver revistas com temas de RPG desenhados com os traços de Mangá. Hoje em dia já se tem notícia de jogos originários da Suécia, França, Bélgica, Espanha, Alemanha e até mesmo do Brasil.
Felipe Mesquita
Enviado por Felipe Mesquita em 21/05/2006
Reeditado em 21/05/2006
Código do texto: T160399

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Felipe Mesquita
Campo Grande - Mato Grosso do Sul - Brasil, 29 anos
110 textos (8826 leituras)
1 e-livros (126 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 20:03)
Felipe Mesquita