Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PIADAS ENGRAÇADAS - RIR É O MELHOR REMÉDIO

Manter o bom humor não é fácil em determinadas situações. Durante o dia, nos deparamos com a pressão no trabalho, o trânsito caótico, problemas particulares e diversas situações que podem acabar com a nossa vontade de sorrir. Porém, há estudos que comprovam que a saúde está diretamente ligada ao humor.

rsssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssss
PIADINHAS BÁSICAS PRA DESCONTRAIR:
                                        I
Um casal tinha um papagaio que toda noite quando a mulher passava no corredor para ir dormir, o papagaio virava pra ela e dizia: - Vai dá heim sua vaca!!! Ela foi lá no quarto e disse para o marido, ele não acreditou, então ela falou: - Porque você não se veste de mulher e passa lá perto dele? O marido põe o penhoar, passa batom na boca e passa no corredor. O papagaio quando vê ele, diz: - IH! ALÉM DE CORNO É VIADO TAMBÉM! ...

 
                                          II
O bêbado, no ponto do ônibus, olha pra uma mulher e diz:
- Você é feia hein?
A mulher não diz nada. E o bêbado insiste:
- Nossa, mas você é feia demais!
A mulher finge que não ouve. E o bêbado torna a dizer:
- Puta merda! Você é muito feia!
A mulher não se agüenta e diz:
- E você é um bêbado!
- É, mas amanhã eu melhoro...
Então ele subiu no ônibus.
Logo na roleta, cambaleando, ao cobrador diz:
- Se meu pai fosse um gato e minha mãe uma gata, eu seria um gatinho!
E continua:
- Se meu pai fosse um cachorro e minha mãe uma cachorra, ai eu era um cachorrinho!
E mais:
- Se meu pai fosse um touro e minha mãe uma vaquinha, ai eu seria um bezerrinho!
O cobrador, nervoso, pergunta:
- E se o seu pai fosse um viado e sua mãe uma puta?
- Ai eu era cobrador de ônibus!

Saindo da roleta, o bêbado grita:
-Hoje eu quero comer um c.!
Todos os passageiros olham assustados para ele, que ao ver a reação, diz:
Calma gente, eu só quero um!
Já na parte de trás do ônibus, grita de novo:
-Do lado direito todo mundo e corno! Do lado esquerdo todo mundo é viado!
Ao ouvir isto, levanta um negrão alto e forte, do lado esquerdo e fala:
- Eu não sou viado !!!
E o bêbado responde:
- Então muda de lado, que não gosto de confusão !!!

A partir desse momento os passageiros começaram a xingar o bêbado e ameaçando cobrí-lo de porrada.
O motorista, para evitar confusão, freia bruscamente e todos caem.
Um dos passageiros se levanta, pega o bêbado pelo colarinho e pergunta:
- Fala de novo, safado. Quem é corno e quem é viado?
- O bêbado: Xiiii, Agora eu não sei maais... mistuuurou foi tuuudo.

                                  IV

Os pais levam o filho de oito anos e a irmãzinha de 7 para a igreja. Eles sentam na primeira fila para que o menino possa apreciar bem a missa. Mas meninos de oito anos, não costumam gostar de igreja, principalmente esse.

E ele adormece no meio do sermão. O padre nota isso, e decide dar-lhe um susto. Ele faz uma pergunta direta para o moleque:

- E você, meu menino, diga quem foi que criou o céu e a terra ?

A irmã do guri espeta um alfinete na bunda do menino que acorda de sobressalto e grita:

- Meu Deus!!!!!!!!

- Muito bem, meu filho - diz o padre. Afinal, não está errado...

O pessoal que está por perto, olha para o menino. Mas daí a pouco ele volta a dormir, e o padre vê que precisa acordá-lo outra vez. Então ele pergunta:

- E me responda agora, quem foi o filho de Maria e José?
A menina volta a enfiar um alfinete na bunda do menino, que acorda e diz alto:

- Jesus!!!!!!!

O padre percebe o que aconteceu, mas não pode dizer nada. O povo presta ainda mais atenção no rapazinho. A resposta está correta! Mas logo depois o menino cochila novamente e o padre pergunta:

- O que disse Eva para Adão quando eles acordaram após a primeira noite juntos ?

Mas antes que a irmãzinha pudesse dar-lhe outra alfinetada, o menino berra:

- SE VOCÊ ENFIAR ESSE ALFINETE NA MINHA BUNDA DE NOVO, EU TE ARREBENTO!




 

Geralda
Enviado por Geralda em 28/05/2009
Reeditado em 31/03/2010
Código do texto: T1619971

Copyright © 2009. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Geralda
Diadema - São Paulo - Brasil
123 textos (25566 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 25/10/14 23:45)



Rádio Poética