Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MÃE SOLTEIRA

MÃE SOLTEIRA

“Mantenha sua mente limpa de qualquer pensamento menos digno. Só assim conservará a serenidade e a paz, como base da felicidade quem chegará a você. O corpo é reflexo da mente”.

Não devemos amarfanhar jamais a figura da mãe solteira. Parafraseando o velho jargão popular: “Mãe é mãe é merece respeito”. Mãe! Aquela que ama o ser que Deus lhe enviou qual dádiva celeste, e a quem ela concede o atributo divino, a vida. Olvidando todos os sofrimentos pelo amor que consagra a quem lhos fez padecer!Mãe! Amiga incomparável dos arcanjos que quebram as asas ao deixar o Infinito constelado, para caírem no tétrico abrigo da Terra; a mais extensa de todas as jornadas! E os acolhe em seu generoso seio, beijando-os, desejando todas as venturas, todas as bênçãos celestiais, todas as alegrias mundanas! Mãe! Aquela que padece as ingratidões dos filhos, chorando, suplicando ao Céu sempre e sempre auxílio, proteção para que sejam encaminhados ao bem e às venturas! Mãe! Aquela que, na Terra, representa o próprio criador do Universo, pois ela é quem nucleia e atrai a alma, fragmento divino, átomo do Pai Celestial; para torná-la movimentada, consciente pelo cérebro. Mãe que espera com ansiedade uma gestação de nove meses e tem o dissabor de ver seu rebento nascer morto como se afirma (Natimortos).
Mãe! Que espera um filho saudável e gera um ser com várias anomalias (Dívidas passadas). Mãe que espera um filho e Deus lhe dá dois, três, quatro e até cinco para testar sua paciência. Mãe que não conseguem engravidar pelo processo normal e vai à procura do bebê de proveta, a inseminação artificial. Dizem que nosso Pai do Céu permaneceu muito tempo, examinando, examinando... E, em seguida, chamou a mulher, deu-lhe o título de Mãezinha e confiou-lhe às crianças. Por esse motivo, nossa Mãezinha é a representante do Divino amor no mundo, ensinando-nos a ciência do perdão e do carinho, em todos os instantes de nossa jornada na Terra. E as mães solteiras tão espezinhadas, faladas, criticadas, assoladas pela incompreensão humana. É destinação dada por Deus por isso não merece a crítica severa e maldosa dos destruidores de prazer e alegrias. A mãe solteira merece respeito, gratidão passou pelo mesmo processo e em muitos sua responsabilidade é muito maior, pois vai ter que criar com denodo, dedicação e garra sua cria.
As mães solteiras, com a maternidade fora do casamento, podem sofrer muita incompreensão e dificuldades na criação dos filhos, mas são consideradas verdadeiras heroínas em espírito, por resistirem com coragem às influencias sombrias para a prática do aborto impiedoso. Em suas consciências apresenta-se a idéia iluminada de que, é preferível sofrer as incompreensões e o abandono dos familiares e do parceiro sexual a praticar o hediondo crime abortivo. Diferente de certas mães que possuem todas as condições financeiras para ter mais um filho, mas preferem a inclusão no ciclo hediondo da cessação da vida do feto, que é gravíssimo para quem pratica, e quem faz. A Lei Divina é severa, porém justa. A toda uma ação corresponde uma reação e a cada causa um efeito. Variando de intensidade, dependendo da gravidade dos casos praticados. Devemos todos cumprir o Mandamento Maior: “Amarás o Senhor teu Deus; de todo coração; de toda a tua alma e de todo o teu espírito”. Esse o maior e primeiro Mandamento. E amarás teu próximo, como a ti mesmo. Essas são Palavras Divinas, como divina é toda ação que fazemos em prol de nossos irmãos carentes e necessitados.

AUTOR:ANTONIO PAIVA RODRIGUES-Estudante de Jornalismo da FGF


Paivinhajornalista
Enviado por Paivinhajornalista em 24/05/2006
Código do texto: T162386
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Paivinhajornalista
Fortaleza - Ceará - Brasil
2093 textos (759493 leituras)
1 e-livros (161 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 10:45)
Paivinhajornalista