Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Aos Meus Queridos Pais

Aos Meus Queridos Pais

Sei que vocês estão sofrendo muito com minha partida inesperada. Ainda não sei por qual motivo tomei drástica medida, no auge dos meus dezesseis aninhos! Talvez, estivesse deprimida, quem sabe? Angustiada, sofrendo algum desconforto emocional, mas, mesmo assim, fui muito egoísta, não tinha o direito e a razão de fazê-los sofrer tanto. Sei que a saudade dilacera corações, porém, queria dizer alô mamãe, alô papai. Não chorem mais. Essa atitude os fará sofrer mais ainda e pode abalar a saúde dos senhores. Também, onde me encontro, sofro muito com a ausência de meus familiares e amigos. Estou sendo tratada, e em breve estarei em outro lugar. Esse lugar, como me afirmou a minha curadora, é lindo e maravilhoso. É como se estivesse num conto de fadas. Existem muitas crianças e adolescentes como eu, apenas não sei afirmar com certeza aonde irei. O tempo passa meio diferente do tempo do mundo material. É chegada à hora, estou sendo encaminhada para o lugar onde lhes falei. Quero tranqüilizá-los, é lindo como eu imaginava. Sinto que estou viva, todos gostaram de mim, e eu estou gostando de todos. Todos fazem parte de famílias unidas e reunidas, tratadas com muito carinho. Somos considerados irmãos. A novidade é que voltei a estudar, aprendi a brincar e a me divertir com outras crianças e adolescentes de minha idade. Uma tristeza! Não voltarei mais para casa, para junto de vocês. Nenhuma criança voltará. Quero que tomem conhecimento que não estamos presas, temos liberdade, mas obedecemos à ordem de uma Superiora, que faz o papel de nossa mãe, aqui.
Não estamos em asilos. Não vestimos roupas iguais, cada criança tem suas roupas, sapatos e meiões diferentes. Não poderia existir felicidade maior, se não somos mais felizes é porque nossos queridos pais choram demais e não podemos enxugar suas lágrimas. Também, não temos condições de acariciá-los, passar as mãos em seus rostos, dizer aos seus ouvidos, num sussurro: querido papai e adorada mamãe, pensem num fato inusitado para vocês! Estamos vivas como antes e já ouvimos falar quando evoluirmos, a ida à presença do senhor Jesus será questão de tempo. Estamos passando por um aperfeiçoamento e só depois é que teremos à liberdade e uma nova destinação. Uma missão será reservada para cada uma de nós, num futuro bem próximo para os senhores. Aqui vivemos o presente. Mamãe não fique triste por eu chamar outra mulher de mãe, a verdadeira mãe continua sendo a senhora. O doutor me fez uma revelação: estamos no mundo espiritual, no mundo de Deus. Aqui tudo é maravilhoso. É à medida para que evoluímos e mudarmos para outras instituições, completando nossos estudos e aprimorando nossos conhecimentos. Agora, depois de um momento tão esperado conheci Jesus. É um anjo. Entidades lindas, divinas, justas, caridosas os acompanham, e adora criancinhas. Estou passando por momentos felizes e o aprendizado é constante. Estou alegre, estou no Céu, ao lado do Criador. Sejam felizes, um dia nos encontraremos. Papai Haroaldo, mamãe Bernadete estou no paraíso, orando por todos, aí no orbe terrestre. Assim seja. Muita paz e conforto espiritual, desejo aos meus entes queridos. De sua filha desencarnada Janete Rocha de Sousa.


ANTONIO PAIVA RODRIGUES-ESTUDANTE DE JORNALISMO E MEMBRO DA ACI
Paivinhajornalista
Enviado por Paivinhajornalista em 26/05/2006
Código do texto: T163444
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Paivinhajornalista
Fortaleza - Ceará - Brasil
2093 textos (759512 leituras)
1 e-livros (161 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 12:46)
Paivinhajornalista