Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A taça do mundo é nossa, a Amazônia é deles!

1970, Brasil tricampeão, dia seguinte um dos chefes de poder da Inglaterra entra em contato com todas as potências mundiais convocando reunião extraordinária, porém, solicitou aos USA que assumisse a organização.

Na mesa, o assunto era a escassez de matéria prima em seus países, onde todos estudavam projetos para evitar o caos, seria necessária uma vítima:

O Brasil.

- Meus amigos, informamos que em breve nossos filhos dominarão a Amazônia, encontramos um excelente ponto vulnerável para a fácil exploração daquela área, o futebol; O objetivo é dar extrema importância a esse esporte no mundo, queremos que o brasileiro mantenha-se líder, para isso criaremos um fanatismo onde, acredito eu, cairão facilmente.

- Vocês devem fazer com que o futebol seja o negócio mais lucrativo do mundo e o brasileiro será o instrumento, paguem-nos os melhores salários e chamem-nos a atenção para esta profissão, em breve estarão tão aficionados que cada vez que nossas manobras políticas os assustarem, os faremos campeões do mundo.

- Aos países aqui presentes, recomendo que em seus livros de geografia coloquem a Amazônia como área internacional, assim, quando nossos filhos crescerem, se os brasileiros resolverem defender suas terras terão a contrariedade do mundo, dominaremos o país, pagaremos maiores salários àquele povinho e ainda seremos vistos como heróis. Quero também que em 10 anos comecem a colocar o maior número de cientistas possíveis naquela área, eles entrarão como defensores do meio ambiente, chamaremos de ong´s, trarão a nós tudo o que houverem descoberto para patentearmos em nossos países gerando evidências de que a Amazônia é internacional...

A reunião seguiu-se por horas e muitas outras estratégias foram estabelecidas, planejavam o fim do nosso patriotismo, desviariam nossos ideais...

2006

- Caros amigos, nosso objetivo está a prestes a acontecer, preparem seus países para receberem mão de obra internacional, assim o povo de vocês não mais colocarão as mão sem serviços inferiores, os brasileiros o farão muito bem, os pagaremos com os lucros obtidos em suas riquezas.

- Sr. Morales, agradecemos sua colaboração, com o desvio da compra do gás pelos brasileiros para a Venezuela ficará mais fácil a argumentação.

- Sr. Chávez, durante os jogos da copa instalaremos o gasoduto por baixo da Amazônia, basta iniciar o fornecimento, ao fim da copa, quero que aumente o preço o máximo possível, o Brasil não concordará, vocês simularão um risco de guerra e ameaçarão explodir o gasoduto, depois invadiremos declarando que o Brasil não possui estrutura para manter ou proteger a Amazônia.

- Para ajudar preparamos duas saídas estratégicas, se o povo revoltar-se, a Alemanha perderá o jogo dando o Hexa à eles, do contrário o faremos perder e com o desânimo facilmente se entregarão aos nossos excelentes salários.

- Se nada der certo, aproveitaremos as eleições para que um dos srs. candidatos aqui presentes prometam a reintegração da Amazônia, fato que não acontecerá. Quero também que nesse período cortem o investimento nas forças armadas, o nacionalismo pode nos representar perigo, patriotismo nesta hora somente no futebol.

Falando nisso alguém sabe quanto foi o jogo hoje?

- AAAAAAA...

- Ufa! Foi um pesadelo, esse negócio de querer que todos participem juntos na melhora do país está me deixando louco, só espero que isto nunca se torne realidade e que as pessoas saibam separar o momento de curtir do momento de trabalhar e entendam também que somos um grupo, e, que discutir diferenças inúteis não trarão benefícios à todos...

Bruno Fernando
Enviado por Bruno Fernando em 28/05/2006
Reeditado em 27/07/2006
Código do texto: T164701
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Fernando Llafer). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Bruno Fernando
São Paulo - São Paulo - Brasil, 33 anos
67 textos (2801 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 02:40)
Bruno Fernando