Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Aí Deu Sardade...

Raízes Nordestinas.
Esse é o titulo de um CD de Luiz Gonzaga. Vez e outra ponho esse "bichim" pra tocar aqui em casa. Para quem não sabe quem foi Luiz Gonzaga, saiba que ele é considerado o Rei do Baião. E agora, tempo de festas juninas no Brasil, vários arraiais devem estar tocando suas músicas. Já faz um bom tempo que adquiri esse CD, ainda morava no Brasil. Lembro bem do dia, da nostalgia gostosa que me invadiu ao ouvir a história cantada da Samarica Parteira. O som da sanfona e o jeito de “causo” remeteu-me a finais de tarde tranqüilos, cheirando a canela, bolo de milho, “manuê”, cocada e o radinho de pilha tocando (AM) músicas assim.  Há tantas coisas interessantes na música brasileira (quem sabe) ainda desconhecidas das novas gerações... Tesouros como esse, a existência tem que ser divulgada. Para ter acesso a muito mais coisas interessantes na obra de Luiz Gonzaga recomendo os CDs:

- Luiz Gonzaga Eterno Cantador – BMG
- Luiz Gonzaga ao Vivo – Volta pra Curtir – RCA
- Luiz Gonzaga 50 Anos de Chão – 3 Cds – BMG
- A Viagem de Gonzagão e Gonzaguinha – ao vivo – EMI
- Gonzagão & Gonzaguinha – Juntos – BMG
- Humberto Teixeira – O Dr. do Baião – Biscoito Fino - Este aqui é 10, na minha opiniao!

Um abraço fraterno :-)

***

Luiz Gonzaga
Samarica Parteira (1973) - BMG
(Zé Dantas)

- Ooi sertão!
- Ooi!
- Sertão d' Capitão Barbino! Sertão dos caba valente...
- Tá falando com ele!...
- ...e dos caba frouxo também.
-...já num tô dento.
- Há, há, há... [risos]
- sertão das mulhé bonita...
– ôoopa
- ...e dos caba fei' também ha, ha
- ...há, há, há... [risos]

- Lula!
- Pronto patrão.
- Monte na bestinha melada e risque. Vá ligeiro buscar Samarica parteira que Juvica já tá com dô de menino.

Ah, menino! Quando eu já ia riscando, Capitão Barbino ainda deu a última instrução:
- Olha, Lula, vou cuspi no chão, hein?! Tu tem que vortá antes do cuspe secá!
Foi a maior carreira que eu dei na minha vida. A eguinha tava miada.

Piriri piriri piriri piriri piriri piriri piriri
uma cancela: nheeeiim ... pá!
Piriri piriri piriri piriri piriri piriri
outra cancela: nheeeiim... pá!
Piriri piriri piriri pir... êpa !
Cancela como o diabo nesse sertão: nheeeiim... pá!
Piriri piriri piriri piriri
Um lajedo: patatac patatac patatac patatac patatac. Saí por fora !
Piriri piriri piriri piriri piriri piriri piriri piriri
Uma lagoa, lagoão: bluu bluu, oi oi, kik' k' - a saparia tava gritando.

Aha! Ah menino! Na velocidade que eu vinha essa égua deu uma freada tão danada na beirada dessa lagoa, minha cabeça foi junto com a dela!... e o sapo gritou lá de dentro d'água:
- ói, ói, ói ele agora quaje cai!

... Sapequei a espora pro suvaco no vazi' dessa égua, ela se jogou n'água parecia uma jangada cearense: [bluu bluu, oi oi, kik' k'] Tchi, tchi, tchi.
Saí por fora.

Piriri piriri piriri piriri piriri piriri piriri
Outra cancela: nheeeiim... pá!
piriri piriri piriri piriri piriri piriri

Um rancho, rancho de pobe...
- Au au!
Cachorro de pobe, cachorro de pobe late fino...
- Tá me estranhan'o cruvina?
Era cruvina mermo. Balançô o rabo. Não sei porque cachorro de pobe tem sempre nome de peixe: é cruvina, traíra, piaba, matrinxã, baleia, piranha.
Há! Maguinho mas caçadozinh' como o diabo!
Cachorro de rico é gooordo, num caça nada, rabo grosso, só vive dormindo. Há há ... num presta prá nada, só presta prá bufar, agora o nome é bonito: é white, flike, rex, whiski, jumm.
Há! Cachorro de pobe é ximbica!

- Samarica, ooooh, Samarica parteeeeira!

Qual o quê, aquelas hora no sertão, meu fi', só responde s'a gente dê o prefixo:
- Louvado seja nosso senhor J'us Cristo!
- Para sempre seja Deus louvado.

- Samarica, é Lula... Capitão Barbino mandou vê a senhora que Dona Juvica já tá com dô de menino.
- Essas hora, Lula?
- Nesse instante, Capitão Barbino cuspiu no chão, eu tem que vortá antes do cuspe secá.

Peguei o cavalo véi de Samarica que comia no murturo ? Todo cavalo de parteira é danado prá comer no murturo, não sei porque. Botei a cela no lombo desse cavalo e acochei a cia peguei a véia joguei em riba, quase que ela imbica p'outa banda.

- Vamos s'imbora Samarica que eu tô avexado!
- Vamo fazê um negócio Lula? Meu cavalin' é mago, sua eguinha é gorda, eu vou na frente.
- Que é que há Samarica, prá gente num chegá hoje? Já viu cavalo andar na frente de égua, Samarica? Vamo s'imbora que eu tô avexado!!

Piriri tic tic piriri tic tic piriri tic tic
nheeeiim... pá!
Piriri tic tic piriri tic tic
bluu oi oi bluu oi, uu, uu

- ói, ói, ói ele já voltoooou!

Saí por fora.

Piriri tic tic piriri tic tic piriri tic tic piriri tic tic
Patateco teco teco, patateco teco teco, patateco teco teco

Saí por fora da pedreira

Piriri piriri tic tic piriri tic tic
nheeeiim... pá!
Piriri tic tic piriri tic tic piriri tic tic
nheeeiim... pá!
Piriri tic tic piriri tic tic piriri tic tic
nheeeiim... pá!
Piriri piriri tic tic piriri tic tic

- Uu uu.

- Tá me estranhando, Nero? Capitão Barbino, Samarica chegou.

- Samarica chegou!!

A letra completa encontrei no site abaixo:
http://vagalume.uol.com.br/luiz-gonzaga/samarica-parteira.html

No CD esta composição é atribuída a Zé Dantas.

Observação:
Não obtive, por escrito, autorização (dos detentores dos direitos de autor sobre esta música) antes de reproduzir grande parte de sua letra aqui. Mesmo tendo tido o cuidado de fazer os créditos corretamente, não estou segura se só isso basta. Meu objetivo maior é compartilhar aqui informações, chamar a atenção para coisas interessantes. Porém, caso alguém se sinta lesado em seu direito autoral, pretendo retirar o texto do ar imediatamente. Assim sendo, peço gentilmente usar um link para esta página ao invés de reproduzir e distribuir o conteúdo. Grata pela compreensão.
Helena Frenzel
Enviado por Helena Frenzel em 23/06/2009
Código do texto: T1662707
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2009. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Helena Frenzel
Alemanha
487 textos (36083 leituras)
47 áudios (2336 audições)
45 e-livros (1919 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/09/17 19:00)
Helena Frenzel