Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Além dos limites...

Você acha mesmo que a vida se resume nisto que vivemos? Considera mesmo que viver é este levantar, comer, trabalhar, dormir, e repetir tudo outra vez nos dias seguintes?

Será possível que Deus, perfeição absoluta, tenha em nós sua criação máxima, única e exclusiva? Não te parece isso algo muito pequeno para a grandeza que nos cerca?

O próprio equilíbrio do Universo, com seus mundos e sóis que rodam e avançam no espaço sem se chocarem, o próprio ritmo da vida – com o nascer do sol, a noite, a reprodução humana, etc, indicam um planejamento que está acima de nossa exata compreensão. Aí está Deus, o Pai de todos, o autor da Vida e naturalmente que o Administrador de tudo que vemos e não vemos, desta e de outras humanidades. Basta observar a variedade flores, frutos, animais, aves, etc. para admirar a complexidade da criação divina, devidamente planejada e em perfeito funcionamento, alterado é lógico pela ação humana, normalmente imprudente. Pense nos aromas dos frutos e flores, na variedade de cores e desenhos de tudo que nos cerca. E pondere ainda sobre a beleza da espécie humana, em sua também variedade expalhada no Planeta. Como admitir tudo isto como obra do acaso?

Tudo isto está a indicar que há algo mais, além dos limites pequenos que estamos enxergando...

E estes limites além Terra, em boa lógica, admitindo-se que não somos a criação máxima de Deus (não é mais fácil entender que há uma evolução gradativa de tudo. Observe a própria evolução humana, do planeta), traduzem belezas ainda inimagináveis pela nossa pequenez, mas que nos mostrarão no devido tempo do progresso que alcançaremos a grandeza e beleza de Deus!

Se nossa sofrida Terra tem tantas belezas naturais, onde o homem ainda cultiva a ignorância, que dizer então de planos mais evoluídos? De onde vem a força dos grande homens que habitaram a Terra, trazendo-lhe grandes mudanças, senão do conhecimento que tinham da existência e beleza de outros domínios, ainda inacessíveis ao homem comum. Se você pensar bem, estamos "presos" ao planeta. Ainda não podemos sair daqui, nossa perspectiva é esta mesmo. Mas, fora daqui, em outros domínios, vibram as belezas de Deus (também, porque por aqui a temos igualmente), em estágios maiores e mais belos do que conhecemos, porque de acordo com os estágios que aquelas humanidades já alcançaram.

A vida de um homem, em boa lógica, não pode estar restrita a uma única existência de apenas 60 ou 80 anos. Há muito o que aprender para todos e o espaço de uma única existência é muito curto para todo o aprendizado que precisamos fazer.

Por estas considerações todas, há motivos para muita alegria e mais trabalho, ficando em baixa estas lutas medíocres de poder, de dominação, que tantos tentam impor. Isto sim é mediocridade. Nem sabem o que fazem, pois que todos deixaremos esses valores por aqui mesmo, para levar apenas os valores reais da fraternidade, da amizade, das conquistas morais e intelectuais, únicos valores que significarão passaporte de acesso a planos melhores, longe das dificuldades da vida material.

Felizes aqueles que conseguem enxergar um pouco mais longe e algo fazem em favor de um mundo melhor, espalhando esperança e alegria por onde passam, como tantos anônimos e desconhecidos homens da família humana o fazem. Infelizes os causadores da infelicidade humana, exploradores da fé pública ou impostores da vida humana ... Onde estamos?
 
Orson
Enviado por Orson em 01/06/2006
Código do texto: T167280
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Orson
Matão - São Paulo - Brasil, 56 anos
298 textos (94301 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 20:12)