Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

BILLY EVIL JOE, CAVALO -DOIDO, LULA, MARTA E NAPOLEÃO(1)

Obs. Este artigo foi publicado nos jornais Brasil Norte (Boa Vista, RR), Diário do Litoral – “Diarinho” (Florianópolis, SC), Brazilian Press (New Jersey, NW, USA) e no sítio Fontebrasil (Brasília, DF) em janeiro de 2005.
---------------------------------
No Velho Oeste os problemas eram resolvidos “na bala”: Colt´s, Smith & Wesson´s e congêneres eram a lei.. Pistoleiros vagavam por milhas e milhas querendo afirmar-se como “o rei do gatilho”. Billy Evil Joe era um desses destemidos. Me contaram que, certo dia, chegando num vilarejo, Billy Evil Joe notou que quase todas as árvores, troncos, muros  e paredes tinham alvos desenhados sempre com a marca de um tiro no centro. Naa mosca.  Billy Evil Joe apeou do puro-sangue, prendeu-o num poste, dirigiu-se ao balcão do saloon – depois de passar pela porta vai-e-vem, é claro – pediu uma dose de scotch e, encarando, o barman, perguntou quem era o ás do gatilho cuja pontaria era tão certeira.  Ao saber que o autor daquelas proezas era o índio Cavalo-doido, Billy Evil Joe mandou que o procurassem, pois queria desafiá-lo para um duelo.  O dono do estabelecimento, preocupado com a vida do velho apache, esclareceu cuidadosamente:
- Billy Joe, acho que é perda de tempo... Os tiros que o senhor vê centralizando os alvos são disparados por Cavalo-doido, um velho apache meio ruim das idéias...  Tem um pequeno detalhe: ele atira em qualquer lugar e só depois desenha o alvo em volta da marca.
A duras penas nosso País tenta mudar. Sob muita pressão o Congresso aprovou a Lei de Responsabilidade Fiscal – passo muito importante para moralizar a lida com a coisa pública. Tia(2) Marta, usando caminho inverso da boa administração, transformou a cidade de São Paulo num lugar quase inabitável, deixando enorme rombo orçamentário para seu sucessor. Ao final do seu mandato (dela, Marta), o Presidente da República e seus colaboradores(?) acharam duas saídas para limpar o nome da sexóloga que, a bem da verdade, sai-se melhor lidando com sexo do que administrando um município: um milagroso repasse do Ministério da Saúde - R$70.000.000,00 - que deveria ser feito no mês de janeiro de 2005, início da gestão de José Serra, foi antecipado para 28 dezembro de 2004 (três dias antes do final do mandato da mulher do argentino). Tem mais: para livrar a cara – ou o rabo? – da ex-prefeita, numa manobra oportunista, em março de 2005, nosso presidente enviou ao Legislativo a MP-237 que tem claro o objetivo de colorir de azul as contas vermelhas da gestão petista, isto é, legalizar compromissos assumidos em 2004 que ferem a LRF. Demonstrando, assim, que o PT decidiu “legislar pelo retrovisor”.
O Executivo, usando a técnica e a tática do velho índio Cavalo-doido, tenta jogar por terra a Lei de Responsabilidade Fiscal pintando alvos em volta das marcas de tiros. Tomara que o Congresso Nacional derrube esta medida absurda, a exemplo do que fez com outra aberração: a MP-232.
O PT age como os comandantes da revolução dos bichos de George Orwell: “Se as regras não nos favorecem; mudemos as regras”. A Medida Provisória 237 é mais um desserviço ao povo desta sofrida nação.
(1)NAPOLEÃO - Porco que tomou o poder de outro porco, Bola-de-neve, na Granja dos Bichos, mudou os mandamentos base da revolução e,  com a ajuda de Garganta – mais um  porco –, seu porta-voz,  tentava convencer os demais revolucionários que o movimento estava no caminho certo.  (Vide “A Revolução dos Bichos” de George Orwell).
(2)TIA  - Forma usada pelo Presidente e seus ministros quando se referindo  à ex-prefeita.

e-mail: zepinheiro@ibest.com.br

Aroldo Pinheiro
Enviado por Aroldo Pinheiro em 02/06/2006
Código do texto: T168147
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Aroldo Pinheiro
Boa Vista - Roraima - Brasil, 62 anos
105 textos (11571 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 20:06)
Aroldo Pinheiro