CapaCadastroTextosÁudiosAutoresMuralEscrivaninhaAjuda



Texto

SIMPATIAS, SUPERSTIÇÕES E CRENDICES (2)

---------------------------------------------------------------------------------------

Coisas de Nossa Gente

As lendas e crendices de nossa gente. São tão incontáveis e lindas por sua cativante ingenuidade, que não consigo conter o desejo de expor a vocês a minha antologia. Todas as lendas e crendices foram colidas em diversas fontes:

SUPERSTIÇÕES E CRENDICES

Quando passa um enterro, não se deve atravessar o acompanhamento, pois isso traz a morte para pessoas da família.

Pôr o chapéu em cima da cama traz azar.

Vaga-Lume dentro de casa impede o leite de coalhar.

Mês de agosto não presta para fazer negócio.

Varrer a casa à noite causa problemas financeiros ao lar.

Não tenha coruja em casa porque é ave agourenta.

Presente de lenço desfaz as amizades.

Não presta acender só três velas para defunto; deve-se acender quatro.

Acender muitas velas numa mesa ou numa sala chama defunto e atrai a morte.

Coser roupa no corpo de pessoa viva atrai a morte.

Se você e seu noivo já vivem juntos, passem a noite antes do casamento, separados.

Quando o pedaço de pão cai no chão, não se deve apanhá-lo mais: pertence às almas. A não ser que lhe dê um beijo.

Não se case em janeiro, para não ter problemas econômicos ao longo da sua vida conjugal.

Quem pisa em rabo de gato não acha casamento por sete anos.

Pôr o chapéu em cima da cama traz azar.

Mulherque está amamentando não deve visitarpessoamordidaporcobra. Se o fizer a pessoa morrerá.

Quem passar por debaixo do arco-íris muda de sexo: o homem vira mulher, e a mulher vira homem.

Viajar ou fazer mudança em sexta-feira dá azar de toda a espécie.

Passar por baixo de escada dá azar e atrai desgraças.

Quando está ventando muito forte é que o diabo está zangado.

Quando se vê uma pessoa muito preguiçosa, é costume se dizer: Coitado, aquele ali o diabo cruzou os braços.

Não fique de costa para o umbral de uma porta; dá azar.

Quando a porta bate forte, após a nossa saída ou entrada em casa, foi o diabo que a fechou.

Quando várias pessoas estão conversando e param repentinamente, é que algum padre morreu.

Passar a vassoura, ao varrer a casa, nos pés de moça solteira, atrapalha o noivado ou casamento.

Não use pérolas no dia do casamento; dizem que elas trazem má-sorte para os noivos.

Três velas ou três lâmpadas acesas em um mesmo quarto podem ser prenúncio de morte.

Não se deve passar a ferro as costas da camisa de umhomem: este se tornará desmoralizado, sem-vergonha etc.

Colocar a vassoura atrás da porta, de cabeça pra baixo, espanta as visitas.

Uma pessoa solteira que se senta à quina de uma mesa não se casará nos próximos sete anos.

Não se deve olhar num espelho à luz de velas, traz azar.

Guardar espelho quebrado atrai desgraças, dá azar.

Se um homem levar uma vassourada fica impotente, a não ser que se vingue desferindo sete vassouradas com a mesma vassoura.

Dentro de casa o guarda-chuva deve ficar sempre fechado. Deixá-lo aberto traz infortúnios e problemas aos familiares.

Acender três cigarros com um mesmo palito de fósforo significa perigo.

Apontarestrelascom o dedo faz nascerberruga na ponta do dedo.

Quando desaparece uma coisa qualquer, foi o diabo que levou. O jeito é esperar, porque quando ele não quiser mais, devolve.

Saltar da cama, de manhã, com o pé esquerdo atrapalha a vida durante o dia todo.

Não presta comercabeça de galinha: faz perder o juízo.

Varrer a casa depois de alguém sair afasta os espíritos malignos.

Casar no mês de agosto é casamento infeliz, porque agosto traz desgosto.

Redemoinho de vento é diabo que está dançando. E se no redemoinho entrarmos, o diabo nos carrega.

Não se deve chorar a morte de um anjinho, pois as lágrimas molharão as suas asas e ele não alcançará o céu.

Perder a aliança do casamento deixa a pessoa viúva ou viúvo.

Matar gato atrasa a vida de quem o matou por sete anos.

Marcado o dia do casamento não devem os noivos comer mais qualquer coisa na própria panela em que o petisco foi feito, a fim de que não chova no dia do enlace.

Colocar criança de colo, que ainda não fala, diante do espelho faz com que ela custe a falar.

Homem velho que muda de casa, morre logo.

Nas sextas-feiras, ao nos levantarmos, se virmos uma pessoa preta, o diabo vai nos atentar o dia inteiro.

Deixar chinelo emborcado no meio da casa dá azar.  

Coloque vaga-lumes sob um copo, e na manhã seguinte encontrará uma moeda junto deles.

Varrer uma casa logo pela manhã afasta os espíritos malignos.

Borboletapreta é sinal de quealgo de mal vai acontecer.

Dormir com os pés para a porta da rua agoura morte.

Duas pessoas juntas lavarem as mãos ao mesmo tempo provoca afastamento e desunião.

Menino que brinca com fogo urina na cama.

Não construa casa em local onde caiu raio. O lugar em que cai raio é lugar maldito.

Veja Também (clique no link):

Simpatias para Curar Doenças.

Superstições, Crendices e Simpatias.

Essas três antologias estão reunidas no e-livro: CRENDICES, SUPERSTIÇÕES E SIMPATIAS DE NOSSA GENTE (clique no link para baixá-lo).

____________________

Para copiar este texto: selecione-o e tecle Ctrl + C.

Agradeço a leitura e, antecipadamente, qualquer comentário.

Se você encontrar omissões e erros (inclusive de português), relate-me.

Ricardo Sérgio
Enviado por Ricardo Sérgio em 05/07/2009
Reeditado em 06/05/2010
Código do texto: T1683663

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (" Você deve citar a autoria de Ricardo Sérgio e o site www.ricardosergio.net"). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.

Comentários

Sobre o autor
Ricardo Sérgio
Campo Grande - Mato Grosso do Sul - Brasil, 66 anos
1281 textos (14125554 leituras)
7 e-livros (5920 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 30/07/14 10:09)