Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PRA QUE SERVE UM CACHORRO?

“Com base na quantidade de cachorros que estão espalhados por nosso território (cerca de 50 milhões), poderíamos dizer que o Brasil é um país de pessoas que adoram cães, certo? Não exatamente. Ou seja, há sim muita gente que ama cachorros e cuida deles como se fossem bebês, mas também existe um bocado de gente que os destrata e os abandona, como se eles fossem um brinquedo usado. Neste breve relatório sobre a situação dos animais no Brasil, alguns números e comportamentos mostram que os melhores amigos dos brasileiros carecem de mais cuidado”.

Com esse parágrafo, Isabel Malzoni, escreveu um artigo, no dia 18 de março deste ano, no Yahoo! Brasil, o qual ela finalizou dizendo: “Você pode dar o exemplo: só adotar se puder mesmo cuidar do animal, castrar seu bichinho adotado, freqüentar as campanhas de vacinação e não deixar de denunciar maus-tratos. São várias iniciativas que podem melhorar a situação dos cães no Brasil. Porque não basta adorar cães, é preciso participar, cuidando deles com muito carinho”.

Aí, eu pergunto, como é que se cuida com carinho castrando o bichinho? Vai ter carinho assim no inferno! Será que Dona Isabel Malzoni gostaria que se castrasse alguém a quem ela tem muito carinho, como seu namorado, seu marido, seu amante, etc.

Eu não sou dos que destrata, nem abandona cães, mas como diz o meu amigo Murilo Balbino, quando estamos tomando umas: “Pra que serve um cachorro?”. Ele não bota ovo, não dá leite e quando engorda a gente não mata pra comer. Quando fica grande, a gente não monta para dar um passeio. Nem cantar ele canta, só faz latir.

Você já viu algum ladrão preso porque foi pego por um cachorro? Ou algum ladrão chegar ao hospital mordido de cachorro? Com certeza, não! Mas já viu um vizinho ou um filho da vizinha, mordidos por cães? Acredito que sim. Eu já soube de casos terríveis provocados por cachorros.

Um cachorro não bota uma carta nos correios, não leva um recado pra casa de ninguém, nem vai ao fiteiro comprar jornais. Então, pra que serve? Eu insisto, pra que serve um cahorro?

E num apartamento? Só serve para incomodar os vizinhos com seus latidos fora de hora. De madrugada, quando a gente pisa fora do elevador e ele escuta, começam os latidos acordando toda a vizinhança. Além disso, todo dia, é preciso levá-lo para passear e fazer as necessidades fisiológicas. Coisa de quem não tem o que fazer!

Como se não bastasse, os cães ainda transmitem pulga, sarna e até raiva! Você já pensou o quanto é grave um ser humano adquirir raiva porque foi mordido por um cachorro? Se um cão com raiva mordesse apenas seu dono, seria ótimo!

Eu sei que posso ser ignorado e até esculhambado pelos fãs de cachorros, mas a esses eu só posso dizer o que disse o compositor Eduardo Dusek: “Troque seu cachorro por uma criança pobre. Sem parente, sem carinho, sem rango, sem cobre. Deixe na história de sua vida uma notícia nobre. Tem muita gente por aí que tá querendo levar uma vida de cão. Eu conheço um garotinho que queria ter nascido pastor-alemão...”


Ismael Gaião
Enviado por Ismael Gaião em 10/08/2009
Código do texto: T1747500

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Ismael Gaião
Condado - Pernambuco - Brasil, 53 anos
215 textos (46875 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/12/14 18:37)
Ismael Gaião



Rádio Poética