Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MISSÃO CUMPRIDA

Este foi o meu primeiro artigo publicado.
MISSÃO CUMPRIDA: UNDECA!

Vinte e três de março de 1975, quinze e trinta horas...
“Primeira chamada para a prova dos 400 m com barreiras. Atletas apresentem-se no portão A”.

“ Segunda chamada para aprova dos 4r00 m com barreiras. Atletas apresentem-se no portão A”.

Tempo nublado, chovia espaçadamente, pista molhada, um tanto quanto pesada, as torcidas agitadas e gritando por mais um atleta seu no podium.. ..Vibração e emoção proporcionadas por mais uma Olimpíada Acadêmica no seu último dia de competições!
Confirmo com o juiz do portão A a minha participação na prova.
Continuo o aquecimento.. Calço os sapatos de pregos com carinho, ajustando-os perfeitamente nos meus pés....
Retiro finalmente o abrigo e me dirijo com os outros competidores para o local de partida.
O coração  começava a pulsar diferente: estava no ponto certo, mas existia “algo mais” que o fazia bater diferente...
Meus passos seguiam confiantes e nervosos, fortes e tímidos ao mesmo tempo...
Sigo até a raia três, coloco o bloco no lugar certo, bato os pinos, aperto as borboletas de ajustagem: estava pronta a minha posição para a largada...
Olho o bloco, a curva dos 100 metros, e á frente estava a primeira barreira...
A pulsação vai aumentando, aos poucos o nervosismo vai tomando conta de mim...
Olho para os meus adversários e nos  desejamos sorte....
Quinze horas e trinta e cinco minutos.
-“ Atletas , atrás de suas marcas...”
É agora! Apartir desse momento meu sangue, meus músculos, meus nervos, meu cérebro, sapatos de pregos, constituem uma só massa.
Pouco a pouco todos os músculos vão se transformando em energia pura, fundindo-se com o sangue e difundindo essa mistura toda por todo o corpo.
Sou uma massa de energia, pulsando incessantemente!

-“ Atletas, ás suas marcas..”
Ultrapasso o bloco, coloco-me na posição para a partida.
-“ Pronto..”
Um mil. Dois mil, três mil...Já!
Iniciava-se o coroamento de três meses de treinos.
Parti a toda velocidade para abordar a primeira barreira....

Novembro, fim de ano letivo, vésperas dos exames finais, dirigi-me á Seção de Educação Física á procura de orientação para treinamento no período de férias.
O Calendário Acadêmico /PGE-75- indicava a XXIV Olimpíada Acadêmica na terceira semana, não haveria tempo para um condicionamento físico e o UNDECA da INFANTARIA não poderia esperar!
Era preciso ter mais um infante no podium, era preciso treinar, a INFANTARIA não merece menos...
- Como preparar o plano de treinos?
- Como treinar e que meios terei?
- Quando treinarei e quem me orientará ? Foi o  que me perguntei antes de pedir orientação.
Ultrapasso o primeiro obstáculo!
Entrei em contato com o cap SOUZA , que me mostrou diversos livros onde encontraria os tipos de preparação adequada para um corredor de 400 m com barreiras.
Acompanhando parte do meu estudo, o Ten OROFINO disse-me que o melhor seria o Interval training, pois dá o ritmo e a resistência necessária.
Fomos até a pista e forma feitos os testes para estabelecer o número de repetições, o tempo a percorrer a distancia de 200 m, e o intervalo entre os piques.
O tempo, seria determinado de modo que o atleta completasse o  percurso com 70% de sua velocidade máxima.
O intervalo, cronometrado após o terceiro pique, seria o tempo médio e necessário para que a pulsação voltasse aos limites entre 120-140.
E o número de repetições, deveria ser tantas quantas necessárias fossem ,para que a pulsação chegasse a 180 por minuto, limite do coração humano, ou até que eu me sentisse cansado, sem conseguir completara distãncia padrão.
Estava ultrapassada a segunda barreira, estou em 2º lugar, e continuaria na posição até a terceira.
Bom, o calendário ficou sendo o seguinte: segunda, quarta, quinta e sábados, deveria ser INTERVAL TRAINING e terças e sextas o POWER TRAINING.  Aos domingos uma corrida longa.

Vamos, a INFANTARIA pede mais um pouco de esforço, vamos, força, pernas, braços, salto a quarta barreira emparelhado co  outros dois competidores....vamos, a quinta barreira nos espera para iniciar os duzentos metros finais!
Os treinos foram cumpridos á risca, vida regrada, o carinho do lar e por fim um descanso merecido!
Terminava a primeira semana de condicionamento físico...a parte técnica seria orientada pelo Cap DELAJE na Academia.
Todo dia a mesma rotina: á 1730 hs dirigia-me com os sapatos de pregos, calção, tênis, toalha, a inseparável camiseta número 24 da INFANTARIA, e muita força de vontade para treinar.
Era sempre a mesma seqüência : aquecimento, INTERVAL ou POWER TRAINING, exercícios de flexionamento e estiramento.
E o meu entusiasmo era cada vez maior!
Passaram duas, três, quatro, seis, oito semanas e finalmente chegou a última semana: estava pronto para competir.
Passo a quinta barreira em primeiro lugar, a sexta, a sétima e minha emoção vai aumentando ao aproximar-se do ponto de abordagem da oitava barreira, na reta final, em frente ás torcidas....
UNDECA, UNDECA, INFA, UNDECA, IN-FAN-TA-RIA, INFA UNDECA, tinha de correr mais, tinha de aumentar a distancia... O coração pulsa, os músculos todos se fundem com o uniforme verde e branco, sentia-me mais forte ainda, e a velocidade aumenta...
Estou na frente, disparando em direção á oitava barreira, e como um bólido vou para a nona, o penúltimo passo...
Lanço a perna direita á frente, esticada, encolho a esquerda, baixo o tronco, os braços me dão o equilíbrio necessário para cair corretamente e continuar na mesma velocidade.
Vencia e me emocionava, vamos em frente, a décima está ali...Novamente a perna direita, a esquerda, os braços, a abordagem perfeita. Venço e a torcida vibra comigo!....
Foram três meses duro, e enfim iriam ser recompensados. Faltam vinte metros, fecho os olhos, abro os braços...É a emoção. Meu esforço valeu a pena, mais dez metros, cinco, quatro, tr~es, dois, um...VENCI!

Somos UNDECA CAMPEÕES! Dobramos a curva dos dez, um feito digno da INFANTARIA de SAMPAIO, mais um ano ficaremos com o TROFÉU DUQUE DE CAXIAS que já está acostumado a vigiar a entrada do nosso celestial Inferno Verde!
Alcancei meu objetivo: MISSÃO CUMPRIDA!
                                                                   Cad FLAVIO-C Inf
( escrito em 1975 após as Olimpíadas Acadêmicas e publicado na Revista INFANTARIA- nº4-Ano II-C Inf-AMAN-1975)

Esta vitória abriu caminho para as vitórias na NAVAMAER- Rio de Janeiro e no VI FESTIVAL SUDAMERICANO DE CADETES- Caracas-Venezuela, todas com recorde.
FLAVIO MPINTO
Enviado por FLAVIO MPINTO em 14/06/2006
Reeditado em 14/06/2006
Código do texto: T175260

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, fazer uso comercial da obra, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
FLAVIO MPINTO
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 65 anos
530 textos (94076 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 17:55)
FLAVIO MPINTO