Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A TERAPIA DA VOZ

A TERAPIA DA VOZ


Uma gama imensa de professores está por fora e desconhecem as regras que os auxiliam na manutenção do seu importante meio de trabalho e de comunicação, a voz. Os mestres da educação jamais deram importância a esse instrumento valioso dado por Deus e que deve ser bem cuidado, com carinho, delicadeza e avaliação médica periódica. O excesso além de ser frio e calculista, impera as escondidas, e pode causar danos ao aparelho fonador do professor. Esses profissionais da educação estão sujeitos a entrar no rol dos ‘disfônicos’, ou da disfonia, principal causadora das alterações da voz. Use a voz com moderação e sempre que possível mantenha-a sobre controle, pois é a sua verdadeira fonte de recursos, com seu uso correto, você terá condições de repassar aos seus pupilos, o aprendizado de que eles necessitam. Seria de bom alvitre, que nas instituições educacionais, sejam superiores ou não, existisse na grade curricular uma disciplina voltada para ensinar o uso correto da voz, e os cuidados para mantê-la sempre forte, e em bom tom.
O uso inadequado e exarcebado do aparelho fonador, principalmente para os fumantes podem causar sérios problemas para a sua saúde bucal, inclusive doenças oportunistas, como faringite, laringite, rouquidão e até o famigerado e assustador câncer da garganta. Cuide bem do que você tem de mais precioso e já. Estudiosos da voz, os fonoaudiólogos afirmam ser a hidratação e a hidroterapia uma excelente opção para quem deseja manter sua voz, bela, radiante e agradável aos ouvintes. A hidroterapia na classificação gramatical é um substantivo feminino e têm como sinonímia o tratamento de doenças por meio da água, adicionando aplicações externas como banhos, duchas e aspersões também conhecidas como hidriatria. A hidratação é o fator de maior importância para o bom desempenho vocal. Suas bordas e pregas vocais não conseguem um bom desempenho se não estiverem hidratadas e lubrificadas. O primeiro sintoma é o ressecamento dessa musculatura e o aparecimento do "pigarro", a prevenção é muito simples e barata: de dois a três litros de água por dia. Jamais podemos aceitar as desculpas que não temos tempo nem para deliciar um copo de água. Os médicos aconselham pelo menos dois litros por dia. A ingestão constante de água deve ser uma obrigação saudável e de limpeza interna dos órgãos internos do corpo humano.
A partir do uso da água todas as sensações de incômodo na garganta e de ressecamento, sensação de corpo estranho, pigarros, dentre outros, tendem a desaparecer, evidenciando a melhoria da qualidade de vida da voz; bebidas e alimentos gelados costumam provocar um choque término, associado ao edema (inchaço) das pregas vocais, devem, portanto ser evitados. Outro fator importante é a alimentação, nós brasilianos somos péssimos consumistas em alimentos e fracos em dietas alimentares. Todas as guloseimas sem valores calóricos e que servem somente para fazer volume no estomago, devem ser descartados. Os antioxidantes e as vitaminas e sais minerais são de uma importância vital para a saúde e manter uma voz firme e esplendorosa em todos seus aspectos. Professores de nosso Estado e do Brasil, cuidem-se, pois vocês são educadores e na época atual não podemos dispensar esse trabalho laborioso que  exercem e que são dignos de respeito e gratidão. Apesar de morarmos num país tropical o ar condicionado é o grande vilão para os problemas da voz, em virtude do ressecamento da pele e da mucosa bucal. Aqui temos de usar um jargão popular “se correr o bicho pega e se ficar o bicho come”, existem alternativas caseiras para diminuir os efeitos do ar condicionado, cravo, mel e própolis. Como nosso Estado o clima é quente devemos usar roupas leves, o asseio das mãos é indispensável. Queridos mestres se quiserem manter boa saúde e conservar sua voz em perfeita harmonia e obter sucesso na educação é de bom senso executar o mínimo necessário, senão sua carreira profissional pode ir de água abaixo.

ANTONIO PAIVA RODRIGUES-ESTUDANTE DE JORNALISMO DA FACULDADE INTEGRADA DE FORTALEZA (FGF).
 
 

 
 
 
 


Paivinhajornalista
Enviado por Paivinhajornalista em 15/06/2006
Código do texto: T176241
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Paivinhajornalista
Fortaleza - Ceará - Brasil
2096 textos (760102 leituras)
1 e-livros (161 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 09:27)
Paivinhajornalista