Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O caminho bio-psico-social das drogas 

     Quando falamos, escrevemos sobre as drogas sempre estamos a repetir coisas já ditas, que na verdade pouco acrescenta de novo. Porém, retornando o tema revivendo alguns pensamentos, levantando novas reflexões e também tendo a oportunidade de outras pessoas poderem ler. 

     Certamente, há fatores psicológicos que levam as pessoas fazerem uso de drogas. Fatores estes que seguramente são atingidos causando benefícios com uso delas. Muitos destes fatores são provocados por agentes externos que podem estar relacionado à família, aos preconceitos sociais, ao estilo de vida, a cultura, educação enfim, infinitos agentes externos. Porém, se estes ns fatores acabam sendo facitadores para o uso, isto somente ocorre porque algo está disfuncional no individuo. Há conflitos internos que acabam ocasionando confusão emocional com o externo. Neste caso cabe uma reflexão da sociedade, da família para que possa dar sua contribuição evitando que o individuo que esteja com problemas emocionais se complique mais ainda recorrendo a um mal maior que é fazer uso de substancias psicoativa. 

     A colocação feita no parágrafo anterior é um ponto, isto é, o beneficio emocional que a droga proporciona. Este benefício é independente da pessoa se tornar ou não dependente. No entanto, há aqueles, que o beneficio emocional vem acompanhado do orgânico que transforma o uso de drogas em dependência química. Quando o beneficio é exclusivamente psicológico e o usuário resolve seus problemas emocionais consequentemente pára com o uso de drogas. 

     Aqueles porem que tornam dependentes, ou até mesmo àquele que não estão ainda dependentes, mas que tem um consumo alem do normal, aos poucos vai tendo sua vida mudada, isto é uma questão sintomática independente querer ou não. Tem sua vida mudada nas atitudes, no comportamento, nas amizades, no sistema nervoso central. Há toda uma mudança no seu relacionamento inter-pessoal, e com o mundo. Com o passar do tempo há uma mudança brusca em seu estilo de vida social. 

     Esta mudança no estilo de vida do usuário é fator preocupante, pois, muitos óbitos acabam ocorrendo pela forma de viver de um usuário de drogas independente a dependência instaurada, devido esta transformação psico-social. 

     Além da mudança no estilo de vida vem a questão orgânica. Um organismo que está recebendo cotidianamente doses de substancias químicas sem necessidade, consecutivamente sofre alterações funcionais, isto é lógico, é matemático, ainda mais quando estas substancias estão diretamente ligadas ao Sistema Nervoso Central (SNC). Certamente, causa danos no biológico e de ordem psíquica. 

     Os efeitos psicológicos antecedem na maioria dos casos as conseqüências orgânicas. Como disse acima muitas das conseqüências sociais já estão associadas aos efeitos psíquicos como por exemplo, as mudanças comportamentais, de aprendizado, etc., tudo isto já são conseqüências dos efeitos psicológicos. 

     Quando os efeitos orgânicos se aprofundam juntamente com os psíquicos neste estagio há toda disfunção no individuo levando-o ao caos da dependência, pois  neste momento sua vida num todo está comprometida. Necessitando uma intervenção mais próxima como uma internação.
Ataíde Lemos
Enviado por Ataíde Lemos em 16/06/2006
Reeditado em 16/06/2006
Código do texto: T176673
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
Ataíde Lemos
Ouro Fino - Minas Gerais - Brasil, 51 anos
5265 textos (1218836 leituras)
5 e-livros (11751 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 12:00)
Ataíde Lemos

Site do Escritor