Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

IGUALDADE UMA OVA !

Romeu Prisco
 
Igualdade. Esta é outra palavra que deveria ser banida dos dicionários. Nem me refiro à igualdade de fato, que notoriamente inexiste, mas à de direito, que não passa de mera utopia.
 
No  seu tópico inicial, dispõe o artigo 5º da Constituição Federal: "Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza...". Também nem me refiro aos homens e mulheres, assim como aos menores e maiores, que, perante a lei, recebem tratamento diferenciado, os primeiros em função do sexo, os segundos em função da idade.
 
Então, segundo a opinião de eméritos juristas, o que se propõe é que todos os homens maiores sejam iguais perante a lei. São ? O homem maior funcionário do setor privado é igual, perante a lei, ao homem maior funcionário do setor público ? Quando muito, são iguais apenas na denominação "funcionário", na medida em que este termo lembra  exercício de função, mas não são nada iguais para os estatutos que regem o trabalho no setor privado e o trabalho no setor público.
 
Então, o que se propõe é que todos os homens maiores funcionários do setor privado sejam iguais perante a lei. São ? O homem maior funcionário do setor privado, empregado na indústria metalúrgica, é igual ao homem maior funcionário do setor privado, empregado na área bancária ? Excluídas as condições típicas de trabalho, como o uso de equipamentos de proteção individual, o reajuste salarial recebido pelo homem maior funcionário do setor privado, empregado na indústria metalúrgica, nunca é igual ao reajuste salarial recebido pelo homem maior funcionário do setor privado, empregado na área bancária, e vice-versa.
 
Então, o que se propõe é que todos os homens maiores funcionários do setor privado, empregados na indústria metalúrgica, sejam iguais perante a lei. São ? Agora, sem exclusão das condições típicas de trabalho, como o uso de equipamentos de proteção individual, o reajuste salarial recebido pelo homem maior funcionário do setor privado, empregado na indústria metalúrgica automobilística, nunca é igual ao reajuste salarial recebido pelo homem maior funcionário do setor privado, empregado na indústria metalúrgica de eletrodomésticos, e vice-versa.
 
Então, o que se propõe é que... Assim, quanto mais se aprofundasse neste raciocínio, nunca se chegaria à proclamada "igualdade". Quem duvidar, pode estabelecer "n" situações, que a conclusão será sempre a mesma.
 
Brancos e negros, ricos e pobres, alfabetizados e analfabetos, não são iguais perante a lei, assim como brancos e brancos, negros e negros, ricos e ricos, pobres e pobres, alfabetizados e alfabetizados, analfabetos e analfabetos, também não são iguais perante a lei. Nem mesmo corruptos e corruptos.
Romeu Prisco
Enviado por Romeu Prisco em 22/06/2006
Reeditado em 22/06/2006
Código do texto: T180181

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Romeu Prisco
São Paulo - São Paulo - Brasil
142 textos (31849 leituras)
9 áudios (4848 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 04:03)
Romeu Prisco