Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Consideração sobre o texto
"Vivendo sob uma pedra"
de Bob Perks


São essas coisas que nos encantam,
e nos fazem enxergar que a cada novo dia,
renascemos para o aprendizado e a alegria,
e que muitas vezes nos sentimos tão pequenos
diante da grandeza deste universo cósmico,
que apenas podemos agradecer a Deus
pela dádiva de mais um dia.

Mas às vezes nossos mais profundos anseios
vão ficando tão escondidos e perdidos,
que chega um momento em que nada esperamos,
e nada mais parece fazer sentido..
é como estarmos debaixo de uma pedra,
sem nenhuma réstia de luz,
sem nenhum bafejar que nos dê suporte.

Então nos quedamos silenciosos.
Mas quando não é chegada ainda a hora da partida,
algo inesperado acontece e uma pequena
réstia de luz aparece, e nela nos agarramos
fortemente, mas como é apenas luz
não a conseguimos segurar muito tempo.
E ela se vai e de novo nos vemos no escuro,
e nossa alma grita e se dilacera de novo,
o sentimento de morte se apodera e nos vemos
imersos em nossas amarguras,
novamente sob o peso da pedra da tristeza.
E neste vai e vem a vida se desenrola...

quiçá possamos sempre contornar a pedra
e perceber que no seu entorno
há tanto a ser feito e tantas pessoas
a espera de um abraço,
um sorriso
e basta que deixemos de lado
nosso egoísmo e estendamos a mão,
selando com um forte abraço
e um doce beijo uma nova amizade,
em constante celebração.

Guida Linhares

***

VIVENDO SOB UMA PEDRA
Bob Perks
Tradução Sergio Barros

- Olha isto! Eu não posso acreditar! Eu disse.
- O que você encontrou?
- Determinação! Respondi.

Passei boa parte da tarde do domingo no quintal, limpando o terreno.

Eu limpei a área cuidadosamente, a fim de evitar qualquer dano às pequenas e corajosas flores que batalhavam seu caminho em direção ao sol.

Nada fora do normal até que movi uma pedra que de alguma maneira apareceu no quintal.
- Esta flor cresceu como uma cobra para achar seu caminho em direção à luz. Eu disse com assombro.

Era verdade. A pedra tinha aterrissado exatamente num ponto onde todo ano crescia uma flor. Imaginava que ali não haveria meios para que florescesse.

Mas floresceu.

Quando levantei a pedra, eu achei a flor que tinha crescido num ziguezague incrível até que finalmente encontrou seu caminho.

Aquilo prendeu minha atenção por vários minutos.
- Você vai só ficar aí sentado olhando? Perguntou Marianne.
- Não, estou sentado aqui admirando-a, elogiando-a e sim, ponderando sobre um significado mais profundo em tudo isto.
- Ponderando? Bem, vou lhe deixar ponderando sozinho.

Eis o que descobri.

Aquela flor só podia fazer uma coisa. Tinha que crescer. Era tudo o que foi projetado para sua existência. Tornava-se aquilo para que foi criada.

Não travou uma grande batalha com a pedra e nem desistiu, permanecendo sob o chão só porque algo bloqueava seu caminho normal. Simplesmente procurou um meio de completar sua predestinada viagem. Simplesmente atendeu às expectativas de Deus.

Em vez de entregar-se derrotada pela pedra, trabalhou ao redor dela.

Como nós respondemos a tais desafios?

Quantas vezes, quando damos de cara com um obstáculo, nós paramos, desistimos, lamentamos e culpamos outros?

Se Deus colocou tal força de vontade e determinação numa flor para completar seu propósito, que poderes Ele nos daria?

Você já deve ter visto uma planta crescer do nada no alto de um edifício. Uma erva daninha crescerá onde quer que sua semente seja carregada pelo vento. As condições não são perfeitas, a terra é precária, mas cresce direitinho onde caiu.

Tudo para o qual foi criada está dentro daquela semente. O plano para sua vida toda, o projeto, perfeito e completo, está todo dentro de si mesmo.

Mas eis a melhor parte. Para tornar-se completa, necessitou contar com Deus para tudo o mais: O vento, a água, o sol e a alimentação.

Que coisa incrível!

Deus não cria nada sem fornecer tudo o que é necessário para completar Seu plano.

Então, qual é a diferença entre você e uma planta?

A planta não tem nenhuma escolha. Será aquilo para o qual foi criada. Não sabe nada mais. Uma rosa não pode se tornar um cavalo.

Mas Deus deu à você o presente da escolha. Talvez você tenha feito as escolhas erradas.

Como uma semente, você tem a razão pela qual foi criado dentro de você e Ele fornecerá tudo o que você necessitar para completar o plano Dele para você.

Se você não sabe disso...
Você "deve estar vivendo sob uma pedra!"

***


Guida Linhares
Enviado por Guida Linhares em 30/06/2006
Reeditado em 01/08/2010
Código do texto: T185290
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Guida Linhares www.guidalinhares.net). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Guida Linhares
Santos - São Paulo - Brasil, 70 anos
1939 textos (158396 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 14:14)
Guida Linhares

Site do Escritor