Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda



Texto

AS PARAENSES DE SOMBRINHA

A ESCOLHA DO LOCAL PARA ALMOÇAR NÃO PODERIA SER MELHOR, LOCAL PERFEITO PARA DESFRUTAR DA GASTRONOMIA PARAENSE E SUAS SENHORITAS, E FOI NO RESTAURANTE FILET & FOLHAS EM FRENTE A PRAÇA DA LEITURA QUE DE SEU JANELÃO DE DOIS METROS POR DOIS METROS DE CINCO MILÍMETROS DE ESPESSURA  TRANSPARENTE E LIMPO QUE FUI FAZENDO UM FILME IMAGINÁRIO, A PARTE INTERNA AS SUAS PAREDES PINTADAS DE AMARELO-OURO SÃO ADORNADAS COM QUADROS QUE RETRATAM FIELMENTE A NATUREZA EXUBERANTE E EM DESTAQUE AQUI DOS POVOS AMAZÔNICOS, TEM UMA CABLOCA COM VASO DE CERÂMICA DA CULTURA INDÍGENA SOBRE A CABEÇA.

EXTERNAMENTE LÁ ESTAVA O TRÂNSITO NO SEU NOBRE DIA DE RUSH*, AS FOLHAS DOS BURITIS TREMULAVAM PARA UMA VIDA MELHOR, ENQUANTO OS POMBOS PROCURAVAM NA SEGUNDA METADE DO DIA BRANCO UMA SOMBRA PARA ALIMENTAR OS SEUS FILHOTES E NO VOO RAZANTE TINHA APROXIMAÇÃO DE PAIS E FILHOS, E É DAQUI TAMBÉM QUE EM TOM MULTICOLORIDO SEM DESTOAR E NEM PERDER O VINCO QUE VEJO O VAIVÉM DAS PARAENSES DE SOMBRINHA, UMA VARIEDADE DE COR E FORMA, UM QUADRO DE SALVADOR DALI PARA UMA POESIA DE FERNANDO PESSOA, UMA ORQUÍDEA COM NOME DE ROSA E UMA ROSA ORQUIDEANA.


O VAIVÉM COM GARBO QUASE UM DESFILE MILITAR E UMA DESCONTRAÇÃO MISTURA-SE PARECIA QUE O GENERAL DESSA VEZ PERDIA O CARGO, UM FILME FRANCO-LUSO; EU NO MEU CHAPÉU PRETO DE TECIDO PERGUNTEI-ME _, POR QUE AS PARAENSES NÃO USAM CHAPÉU AO INVÉS DE SOMBRINHA. A PRIORI NÃO OBTIVE NENHUMA RESPOSTA. E NESTE MOMENTO PASSEI A LÍNGUA NA ARCADA DENTÁRIA SUPERIOR QUE CONTINHA UNS GRÃOS DE FARINHA, PEGUEI UM PALITO DE DENTE E, DESSA VEZ NÃO PALITEI OS DENTES, GUARDEI-O DENTRO DA CAPA DO CELULAR AO LADO DA CANETA DO CELULAR, ESTE PALITO E PARA UTILIZA-LO QUANDO EU PRECISAR ABRIR A PORTA USB DO CELULAR E COLOCAR O CABO DE ALIMENTAÇÃO A LUZ QUE CONCOMITANTEMENTE CARREGA A BATERIA DO CELULAR ( VEM AI O CELULAR QUE CARREGA VIA ENERGIA SOLAR).

AGORA SAIO LENTAMENTE DO RESTAURANTE JÁ DE CHAPÉU E ÓCULOS QUE AQUI EM BELÉM É UM SOL PARA CADA UM E É DE RACHAR CATEDRAL, VOU AGORA INICIAR A ENTREVISTA COM AS PARAENSES DE SOMBRINHA.

_ SENHORITA PANDORA PORQUE USA SOMBRINHA AO INVÉS DE CHAPÉU.
_ USO-A PORQUE MINHA BISAVÓ ENSINOU A MINHA AVÓ QUE PASSOU PARA A MINHA MÃE E, HOJE EU SIGO ESSA TRADIÇÃO.
_  A SENHORITA NÃO PODE SUBSTITUÍR POR UM CHAPÉU
_ CONFESSO QUE EU NUNCA PENSEI NISTO ALÉM DO MAIS, A SOMBRINHA EU USO TANTO EM DIAS DE SOL COMO EM DIAS DE CHUVA, O QUE AQUI EM BELÉM É COMUM, E CHAPÉU É SÓ PARA AS MULHERES DO CAMPO.
_ AS MULHERES DO CAMPO SE PROTEGEM JÁ QUE AS SUAS MÃOS ESTÃO OCUPADA, ORA NO FACÃO ORA NA ENXADA.
_ É VERDADE SENHOR, E A GENTE AQUI OCUPA NOSSA MÃO UMA NA BOLSA CHEIA DE COSMÉTICOS E AS VEZES O CELULAR E A OUTRA NA SOMBRINHA.
_ A SENHORITA NÃO PENSA EM MUDAR USAR UM CHAPÉU DE ABAS CHARMOSO E DEIXAR AS MÃOS LIVRES PARA SER UTILIZADAS COM OUTROS AFAZERES.
_ SENHOR A SUA IDÉIA É PERFEITA PARA OS DIAS ATUAIS, VIVEMOS NA  CORRERIA E AS MÃOS É BOM QUE FIQUEM LIVRES.
_ SIM! DIGO ASSIM JÁ QUE DIFICILMENTE OS HOMENS USAM GUARDA-CHUVA PARA SE PROTEGER DO SOL, NA SUA GRANDE MAIORIA USAM CHAPÉU DE DIVERSOS TIPOS E MODELOS.
_ SENHOR, AGORA PRECISO IR-ME E AO CHEGAR EM CASA FAREI ESSE COMENTÁRIO COM AS MINHAS FILHAS E QUIÇÁ EM OUTRO MOMENTO DA NOSSA EXISTÊNCIA EU POSSA ENCONTRA-LO, OU ENTÃO VOCÊ VER QUE AS MULHERES PARAENSES MUDARAM, ESTÃO VESTINDO GARBOSAMENTE SEUS RESPECTIVOS CHAPÉUS.
_ AGRADEÇO-LHE A SUA ATENÇÃO E DESEJO-LHE MUITA PAZ, AMOR E SORTE NA VIDA, QUE NOSSA SENHORA DE NAZARÉ POSSA DÁ TODA FORÇA QUE PRECISA  A POPULAÇÃO PARAENSE PARA ENFRENTAR OS DESAFIOS QUE VIRÃO.
_ SENHOR! ATÉ MAIS VER, PAZ E BEM.
_ SENHORITA! PAZ E BEM, DEI UM FORTE ABRAÇO E BEIJEI A MÃO DA PARAENSE ILUSTRE E SEGUI A AV. GOVERNADOR JOSÉ MALCHER EM DIREÇÃO AO MERCADO VER-O-PÊSO.


RUSH*= CORRE CORRE TUMULTO NO TRÂNSITO( ENGARRAFAMENTO).
Moisés Cklein
Enviado por Moisés Cklein em 22/10/2009
Reeditado em 26/10/2009
Código do texto: T1881020
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2009. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
Moisés Cklein
Joinville - Santa Catarina - Brasil, 52 anos
2209 textos (85978 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/10/14 20:49)

Site do Escritor