Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Igreja e a Política 

     Para iniciar este artigo primeiramente é preciso entender que o desenvolvimento da dimensão espiritual é o objetivo das religiões. É a partir daí que tudo decorre segundo princípios espirituais. 

     Isto quer dizer que a espiritualidade liberta o homem, proporcionando a ele ampliar seus horizonte e compreender  qual é seu papel no mundo a partir de uma experiência intima de Deus em sua vida. Enfim, é a espiritualidade desenvolvida que levará o homem produzir ou não bons frutos.  

     O papel da igreja, das religiôes é ser  ponte do homem com Deus, para que ele (homem) possa direcionar a vida, ter paz, cumprir sua missão e assim ser feliz. 

     A partir da experiência de Deus em sua vida, o homem não se acomoda, pelo contrario, vai em direção ao outro cabendo o pastor, padre ou outro lider religioso incentivar a fraternidade, o amor pelo próximo dentro de principios espirituais.

     O que não pode acontecer é a igreja, ou parte dela ,construirem ideologias partidárias tomando rumos específicos . Fazendo assim, ela desvirtua de seu sentido e de sua missão. 

     O homem não tem sigla partidária. A dimensão espiritual está além destes parâmetros, e desta maneira, a igreja precisa caminhar. Quando a igreja mesmo que indiretamente direciona-se para uma ideologia partidária está discriminando o homem e aí perdendo fieis, pois, está desvirtuando de sua missão deixando de pastorear para fazer política partidária, papel que deve ser desempenhada pelos Partidos Políticos. 

     A igreja nos tempos de hoje tem usado de maneira intensa a mídia, é concessionária de varias empresas de comunicações como a escrita, falada ou televisiva. Infelizmente, temos visto que uma grande parte do clero, pastores ou lideres religiosos que atuam na área de comunicação, seus editoriais são tendenciosos e políticos ideológicos. 

     Finalizando, a igreja não pode estar a serviço da política, mas sim, a serviço de Deus. Ser a portadora da Boa Nova, não discriminar os cristão segundo suas ideologias políticas partidárias. 

     O homem independente sua espiritualidade caso tenha a vocação para a política, assim se conduzirá. Porem, quando ele tem uma experiência de Deus em sua vida certamente, atingindo o poder não se perderá, pois onde possa estar será sempre um instrumento de Deus para a humanidade, desta forma sua prestação de contas política será não para o homem, mas para Deus. 

     Quando a igreja se fundamenta na fé, e no seu papel institucional que é ser a ponte de ligação do homem a Deus estará construindo um mundo melhor, mais justo sem a necessidade de apelos secundários ou abrindo portas à ação do mal na humanidade pelas suas próprias entranhas.
Ataíde Lemos
Enviado por Ataíde Lemos em 07/07/2006
Reeditado em 29/10/2008
Código do texto: T189168

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, criar obras derivadas, fazer uso comercial da obra, desde que seja dado crédito ao autor original.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
Ataíde Lemos
Ouro Fino - Minas Gerais - Brasil, 51 anos
5266 textos (1219352 leituras)
5 e-livros (11756 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 10:12)
Ataíde Lemos

Site do Escritor